Giro do Vale / Destaque / Geral

Rissul anuncia fechamento da unidade no Shopping Lajeado

Atividades serão encerradas na segunda-feira, dia 5

Foto: Rissul / Divulgação

A partir da próxima segunda-feira, dia 5, serão encerradas as atividades do Supper Rissul no Shopping Lajeado, no km 346 da BR-386, em Lajeado. O fechamento da filial foi informado na tarde desta quinta-feira, dia 1º, pela Unidasul, que administra o supermercado. São pelo menos cem trabalhadores ativos na unidade, segundo relatos de colaboradores. Ainda há dez pessoas afastadas por licença-saúde ou maternidade.

De acordo com funcionários, que preferem não se identificar, boatos sobre o fechamento do Rissul no Shopping Lajeado já eram ouvidos desde a última semana. No entanto, o anúncio oficial para a equipe ocorreu nesta quinta-feira, durante reunião. Depois, uma nota oficial foi encaminhada à imprensa. Nesta sexta-feira, dia 2, uma comitiva da Unidasul, que fica em Porto Alegre, virá a Lajeado para detalhar a decisão aos meios de comunicação da região e aos trabalhadores do supermercado.

Segundo o comunicado, a decisão está baseada em dificuldades financeiras e de rentabilidade, que teriam ocorrido durante a administração do centro comercial pelo M.Grupo. A gestão, porém, mudou há cerca de 45 dias. O Rissul está no shopping há cerca de uma década. Antes, existia uma filial do supermercado Nacional.

Dois casos em sete dias

Na última segunda-feira, dia 29, a loja Multisom, que vende eletroeletrônicos e equipamentos musicais, fechou as portas no Shopping Lajeado. Resta a unidade que fica na Rua Júlio de Castilhos, Centro.

São cerca de 100 lojas Multisom nos estados do Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Conforme o proprietário da rede, o empresário Francisco Novelletto, pelo menos 40 unidades devem ser fechadas até abril de 2018. A justificativa é o crescimento das vendas pela internet e a consequente queda nos espaços físicos.

Relembre

O Shopping Lajeado foi colocado à venda por conta da falência do M.Grupo, reconhecida em setembro de 2017, pela 6ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul (TJ). Além dos problemas envolvendo a unidade de Lajeado, o M.Grupo perdeu o comando do Shopping Gravataí, em fevereiro de 2017. O centro comercial da Região Metropolitana de Porto Alegre sofreu com cortes de energia elétrica e obras inacabadas, semelhante ao que ocorre na região.

Nas praças realizadas em São Paulo, em junho do ano passado, foi vendido o correspondente a 30% do prédio, para a credora do M. Grupo, a Ápice Securitizadora. O restante foi oferecido em leilão, no Weiand Hotel, em Lajeado, nos dias 22 de novembro e 6 de dezembro de 2017, sem interessados.

Confira a nota:

“Supper Rissul encerra atividades em Lajeado

A Unidasul, administradora do Supper Rissul, informa o encerramento das atividades da loja localizada no Shopping Lajeado, a partir do dia 5 de fevereiro. Tal decisão deve-se à dificuldade de manter a operação da unidade, que não vem sendo rentável desde quando iniciou-se a administração do Shopping Lajeado pelo M.Grupo.

São de conhecimento público as inúmeras dificuldades que o Shopping Lajeado vem enfrentando para manter-se como centro de compras adequado para toda a região. Estas dificuldades asseveraram-se após a decretação de falência do M.Grupo. O Supper Rissul, durante todo este período, buscou diversas alternativas comerciais para evitar o fechamento desta unidade, mas que, infelizmente, não reverteram o resultado negativo que a operação vem apresentando nos últimos anos.

O Supper Rissul agradece ainda por todo o carinho com que foi recebido pela comunidade de Lajeado e toda a Região do Vale do Taquari e acrescenta que estará atento a novas oportunidades para uma possível futura instalação de outra unidade na região”.

Grupo Independente

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Vítima foi encontrada por um pescador, que estava em um barco.

A Brigada Militar (BM) foi acionada e fez buscas, mas o assaltante não foi encontrado.

Havia cerca de 10,5 mil aves no momento do incêndio, mas não houve perda significativa

Após ser levado a Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) ele seria conduzido ao presídio.