Giro do Vale / Arroio do Meio / Polícia

Agricultor de Arroio do Meio é levado à Polícia Federal no lugar de veterinário com mesmo nome

PF logo percebeu engano, mas levou cidadão para depor.

Por engano, a Polícia Federal (PF) efetuou a condução coercitiva de um agricultor de Arroio do Meio, ao invés de um veterinário com o mesmo nome durante a Operação Trapaça, uma nova fase da Operação Carne Fraca.

O arroio-meense tem o mesmo nome de um médico-veterinário da BRF, alvo da investigação, mas que na verdade mora no Paraná. Foi cumprido mandado de busca e apreensão e de condução coercitiva na propriedade do agricultor.

Logo os policiais perceberam que não era a pessoa que estavam procurando, mas levaram o cidadão à Polícia Federal de Santa Cruz do Sul para prestar depoimento, sendo liberado na sequência.

Segundo a investigação da PF, o médico-veterinário procurado, Everaldo Frölich, é suspeito de liberar o abate de aves contaminadas por salmonela.

 

GaúchaZH

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Indivíduo, que ainda não teve a identidade confirmada, teria sido alvejado por quatro disparos de arma de fogo.

Veículo cortou a frente de ônibus que transportava cerca de 20 pessoas. Pelo menos 11 pessoas ficaram feridas, sendo que quatro permanecem no HBB, em estado regular.

Mulher havia registrado ocorrência de Maria da Penha contra o indivíduo.

Ele foi agredido com socos e teve sua carteira, com documentos e cerca de R$ 1 mil, levada.