Giro do Vale / Destaque / País / Polícia

Ônibus da caravana de Lula é atacado a tiros no Paraná

Manifestantes também teriam tentado furar os pneus do coletivo.

Foto: Twitter / Reprodução

Dois ônibus da caravana do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foram atingidos por tiros de arma de fogo, nesta terça-feira, entre as cidades de Quedas do Iguaçu e Laranjeiras do Sul, no Paraná. Não há informações sobre feridos na ocorrência.

A ex-presidente Dilma Rousseff denunciou no Twitter os tiros. De acordo com ela, o incidente ocorreu quando o grupo passava por Laranjeiras do Sul. “Milicianos fascistas acertaram um tiro na lataria de um ônibus da caravana”, comentou a ex-presidente. “Os agressores também usaram pregos para furar os pneus dos veículos. Mas a caravana passou”, enfatizou Dilma.

Nas mídias do ex-presidente Lula, foi destacado o fato de que a caravana viajava sem escolta policial. Conforme Lula, o ônibus alvejado foi o que estavam jornalistas que participam da cobertura. Ele fez fortes críticas ao fato: “O que eu estou vendo agora é quase o surgimento do nazismo. O que estamos vendo agora não é política, porque se quisessem derrotar o PT, iriam para as urnas”, afirmou, em declaração postada no seu site oficial. “Se querem brigar, briguem comigo nas urnas. Mas vamos respeitar a democracia, a convivência na diversidade.”

Apesar de alguns grandes comícios, com grande presença da militância, essa foi mais uma passagem marcada por conflitos da caravana pela região Sul do Brasil. No Rio Grande do Sul, o momento mais tenso ocorreu em Passo Fundo, quando rodovia de entrada à cidade foi bloqueada por tratores e militantes agredidos. Em Santa Catarina, mais uma vez, a comitiva de Lula foi alvo de ovos e pedradas.

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Rua Roberto J. Herber, no Bairro São Francisco, está isolada a espera de uma equipe da RGE Sul.

Evento aconteceu na noite de sexta-feira, dia 20, no CTG Querência da Amizade.

Vítima foi transferida do Instituto Vida de Taquari para o HPS de Canoas.

Motociclista foi a terceira vítima do trânsito em poucas horas no município.