Giro do Vale / Estado / Geral

Caminhoneiros realizam protestos em rodovias do RS após aumento dos combustíveis

Pneus foram queimados durante a madrugada desta segunda-feira em alguns pontos

Foto: PRF / Divulgação

Caminhoneiros protestam desde a noite do último domingo, dia 20, contra o aumento do óleo diesel, em atos realizados em diferentes rodovias federais e estaduais do Rio Grande do Sul. Pneus foram queimados às margens das estradas ainda durante a madrugada desta segunda, dia 21.

Durante a manhã, conforme a Polícia Rodoviária Federal (PRF), foram registradas concentrações de caminhoneiros, mas sem pontos de retenção nas rodovias federais. Motoristas são abordados, mas veículos de passeio têm a passagem liberada. Alguns bloqueios ocorrem, mas são momentâneos.

Na BR-116, em Vacaria, na Serra, pneus foram incendiados às margens da rodovia, em frente ao posto de combustíveis Serra Alta. Veículos de passeio circulam normalmente.

No km 422 da BR-290, em São Gabriel, Região Central, o trânsito é liberado de 30 em 30 minutos. Aproximadamente 100 manifestantes participam.

Também na BR-290, em Rosário do Sul, na Fronteira Oeste, os km 417 e 422 registram manifestações, a segunda com bloqueios que começaram no fim da manhã.

No Norte do estado, em São José do Ouro, a ERS-343, na área urbana, registra protesto nas margens da rodovia, sem bloqueio. Is caminhoneiros devem seguir no local durante a tarde.

Mais cedo, por volta das 6h, em São Sebastião do Caí, caminhoneiros iniciaram bloqueio na ERS-122, na altura do km 16. Com a chegada da Brigada Militar a via foi liberada, e um novo bloqueio ocorreu a partir das 7h30. A via também passou a ser liberada de 30 em 30 minutos.

A polícia não divulgou a extensão dos engarrafamentos.

Durante a noite e a madrugada, em Taquara, manifestantes bloquearam o tráfego na ERS-020, queimando pneus às margens da rodovia. De acordo com o Comando Rodoviário da Brigada Militar, veículos de passeio conseguiram seguir viagem.

Em outro ponto da BR-290, foi registrada queima de pneus embaixo do viaduto que dá acesso à fábrica da General Motors, em Gravataí, na Região Metropolitana de Porto Alegre. Por volta das 4h, o fogo havia sido controlado.

Também foi registrado protesto em um trecho da BR-101, em Três Cachoeiras, próximo da divisa com Santa Catarina. Os manifestantes abordaram caminhoneiros pedindo para aderirem à paralisação. Foi relatado que os que se recusaram a parar foram apedrejados, mas ninguém ficou ferido. Um grupo de ao menos 60 caminhoneiros ficou concentrado em um posto de combustíveis

Durante a manhã, aumentou a concentração de caminhoneiros, e pneus foram queimados fora da pista, perto da rodovia. Alguns manifestantes chegaram a invadir a via para abordar caminhoneiros.

Manifestações também foram verificadas em Camaquã, no Sul do estado, na BR-116. Ainda na rodovia, porém em Pelotas, também ocorreu queima de pneus. Protestos no trecho da cidade foram registrados nos km 61 e 66.

A PRF também registrou manifestações na BR-116 na Região Sul em Arroio Grande (km 611), Jaguarão (km 654) e Turuçu (km 482).

Protestos também ocorreram em São Sepé, na BR-392, e em Júlio de Castilhos, na BR-158. No entanto, em nenhum dos casos houve impacto no tráfego.

G1 – RS

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Polícia segue realizando buscas e até o momento uma pessoa foi presa.

Eles confessaram o crime após serem detidos no Loteamento 8, Bairro Canabarro.

Engenheira Civil Júlia Rodrigues Cardoso fala sobre a importância de um projeto bem elaborado para a realização da obra.

Motocicleta estava com placa que pertencia a um carro de Canoas.