Giro do Vale / Estrela / Polícia

Homem baleado em manifestação de caminhoneiros segue internado no hospital

Acusado foi autuado em flagrante por disparo e lesão corporal, sendo liberado após pagamento de fiança.

Foto: Reprodução WhatsApp

Na manhã deste sábado, dia 26, permanecia internado no Hospital Estrela Luiz Carlos Mendes Wobido (40), morador de Paverama. No início da tarde de sexta-feira, dia 25, ele foi baleado na manifestação dos caminhoneiros, na RSC-386, em Estrela, imediações do acesso ao Posto Super Porto.

Conforme os manifestantes que presenciaram o ato, ao furar o bloqueio em Estrela o motorista de uma caminhonete D20, um homem de 60 anos, militar da reserva, morador de Porto Alegre, teria alvejado um dos manifestantes na altura da virilha da sua perna direita. Ele conseguiu sair do local, sendo detido pela Brigada Militar (BM) minutos depois, na BR-386, em Bom Retiro do Sul. Com suspeita de fratura em um dos braços ele foi encaminhado para algum hospital não informado pela polícia e, em seguida, encaminhado à Polícia Civil.

De acordo com o delegado que atendeu à ocorrência, Augusto Cavalheiro Neto, através de depoimento ficou afastada a possibilidade de tentativa de homicídio. O acusado foi autuado em flagrante por disparo de arma de fogo e lesão corporal. Como a lei estabelece fiança, o delegado estipulou fiança de R$ 1 mil, valor pago pelo homem, que responderá pelo processo em liberdade. A arma que ele utilizava está registrada em seu nome.

O homem baleado segue internado no hospital de Estrela, mas a instituição não informou o seu estado de saúde. Segundo informações, o condutor afirma que o sua caminhonete carro foi alvejada por cones na concentração de motoristas em Lajeado, no km 341 da BR-386.

Ainda segundo o idoso, na altura de Estrela, os manifestantes impediram a passagem do seu veículo, o tirando do carro e o agredindo. Esse teria sido o momento em que ele teria feito dois disparos. Já segundo um dos manifestantes, que não se identifica, o homem foi quem teria provocado o grupo. O caso segue sendo investigado pela Polícia Civil.

 

Grupo Independente

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

O motociclista negou o teste do etilômetro, sendo autuado administrativamente.

Na justificativa da proposta, o senador Airton Sandoval cita estudos feitos em países diversos que vinculam a adoção do horário de verão com o desenvolvimento de problemas de saúde.

Máxima pode chegar aos 30°C em algumas cidades do Estado

Indivíduo, que ainda não teve a identidade confirmada, teria sido alvejado por quatro disparos de arma de fogo.