Giro do Vale / Destaque / Polícia / Taquari

Homem é preso em Taquari, após atirar contra criança de 5 anos

Vítima foi atingida, ao defender a irmã de 15 anos contra quem o autor iria disparar.

Fotos: Divulgação / BM

Por volta das 22h do sábado, dia 5, a Brigada Militar (BM) foi comunicada sobre uma criança de 5 anos de idade que deu entrada no hospital de Taquari com ferimento produzido por disparo de arma de fogo. Chegando ao local, a mãe da criança relatou que o autor do disparo foi seu companheiro, após uma discussão entre o companheiro e a outra filha dela de 15 anos de idade. O fato se passou em uma residência no Bairro Praia.

Em dado momento da discussão o homem apontou uma espingarda para a menina de 15 anos e a outra menina de 5 anos tentou proteger a irmã maior, momento em que ocorreu o disparo atingindo a mais nova de raspão no braço e pescoço. Segundo a BM, a menina foi atendida e passa bem.

Armas e munições apreendidas. (Foto: Divulgação / BM)

O autor, um homem de 63 anos, fugiu e foi localizado pela BM escondido em uma casa próxima ao local do crime. Após ser preso, ele informou onde a arma do crime estava.

Ao localizar a arma do crime, os policiais encontraram outras armas, vasta quantidade de munição, insumos para fabricação de munição, várias facas e facões e outros objetos que foram apreendidos.

Crueldade

No local os policiais constataram ainda que o homem mantinha a geladeira e armários trancados, e fornecia comida a mãe e às suas filhas somente quando ele queria, conforme relato da companheira, e mãe das meninas.

Giro do Vale

Veja mais imagens

Clique para ampliar

Clique para ampliar

Comentários

  1. Anônimo disse:

    Parabéns a brigada que prendeu esse caco

  2. Anônimo disse:

    Cagá um véio desses a pau!

  3. CURT BENDER disse:

    Porque nunca colocam o nome e também não mostram a cara do sujeito? Um dia vai estar livre e não saberemos que este sujeito fez esta barbaridade. Isto para meu entendimento se chama proteção ao bandido. Não falo somente deste caso. Todos meliantes presos aqui em Taquari e região são tratados desta forma, sem nome e sem mostrar a cara.

  4. Marlene Souza disse:

    Que crueldade! Pessoas assim merecem mofar na cadeia. E mães que submetem os filhos nesse tipo de situação também!

  5. Salet disse:

    Vagabundo tem que mostrar a cara dele

  6. Ricardo campes disse:

    Concordo com o Bender

  7. Claudio Souza disse:

    Aqui no Sul se criou esta prática de não informar o nome e nem mostrar a face (cara) desses vagabundos, se analisarmos os plantões policiais de São Paulo, a própria imprensa faz questão de mostrar para que a população tenha conhecimento desses marginais, será se não esta na hora de aprendermos alguma coisa com eles?
    Ou seja saber como se trata vagabundo lá, não quer dizer que vá diminuir a criminalidade, mas a população vai poder saber quem é o vagabundo que esta sendo preso.

Publicidade

Últimas Notícias

Quadrilhas usaram explosivos para invadir agências do Banrisul e do Banco do Brasil

O prazo ficará aberto até o dia 28 de setembro

Em uma caminhonete estava o vereador de Venâncio Aires, Clécio Espíndola, conhecido como Galo

Dia começa frio, mas temperatura sobe durante a tarde no Estado