Giro do Vale / Esporte / Grêmio

Morre, aos 86 anos, o ex-presidente do Grêmio Fábio Koff

Dirigente, que tinha 86 anos, marcou época no clube com a conquista de vários títulos

Foto: Lucas Uebel / Grêmio / Divulgação

O ex-presidente do Grêmio Fábio André Koff morreu, aos 86 anos, na manhã desta quinta-feira , dia 10, em Porto Alegre. Ele estava internado no Hospital Moinhos de Vento com uma infecção generalizada.

Nascido em Bento Gonçalves, na Serra Gaúcha, em 13 de maio de 1931, Koff foi juiz de Direito e também presidente do Clube dos 13. Ele comandou o Grêmio nos anos de 1982 a 1983, 1993 a 1997 e 2013 a 2014 e é considerado o maior presidente da história do Tricolor.

Sob as gestões de Koff, o Grêmio conquistou o Mundial de 1983 e as duas primeiras Copas Libertadores da América do clube: em 1983 e 1995.

Em 2016, foi lançado o livro “Fábio André Koff: Memórias e Confidências. O que Faltou Esclarecer”, pela editora gaúcha AGE. A obra é uma biografia escrita através de depoimentos concedidos a Paulo Flávio Ledur e a Paulo Silvestre Ledur, onde o ex-presidente do Grêmio conta em detalhes como foram os bastidores das principais conquistas do clube, bem como a sua carreira como dirigente do Clube dos 13.

Fábio Koff deixa a esposa Ivone e dois filhos, Alexandre Koff, que exerce a profissão de dentista, e Fábio Koff Júnior, que é juiz de Direito e ex-conselheiro do Grêmio.

O Tricolor emitiu uma nota de pesar pelo falecimento do vitorioso ex-presidente. “O clube expressa toda consternação pela perda de um símbolo de sua história, responsável pela maior glória já alcançada dentro de campo, e solidariza-se com sua família, amigos e com a torcida tricolor”, diz o texto.

 

O Sul

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Período teve média de 5,9 mortes em acidentes por dia, desde 2007

o se passou na frente da casa da vítima

Pagamento inclui lotes residuais de 2008 a 2017