Giro do Vale / Destaque / Esporte / País

No sufoco, Brasil marca dois gols nos acréscimos e vence a Costa Rica

Coutinho e Neymar garantiram a vitória com gols depois dos 45 do segundo tempo

Foto: Christophe Simon / AFP / Divulgação

O Brasil passou sufoco, mas conseguiu vencer a Costa Rica por 2 a 0 nesta sexta-feira, dia 22, em seu segundo jogo na Copa do Mundo. Os gols brasileiros saíram apenas nos acréscimos. Coutinho tirou o Brasil do sufoco aos 45 e Neymar completou o placar já aos 52 minutos.

Com a vitória, o Brasil assume a liderança do Grupo E da Copa do Mundo, com quatro pontos. Com zero, a Costa Rica está eliminada. O Brasil volta a campo na próxima quarta-feira, às 15h, para enfrentar a Sérvia. No mesmo dia e horário, a Costa Rica encara a Suíça.

Costa Rica fechada segura o Brasil no primeiro tempo

Na segunda partida da Copa do Mundo, o Brasil encontrou o que tanto preocupava o técnico Tite antes do Mundial: um adversário com uma linha de cinco defensores. Compactado em seu campo de defesa, a Costa Rica ofereceu poucos espaços para o ataque brasileiro no primeiro tempo.

A postura da Costa Rica foi praticamente de apenas se defender ao longo dos primeiros 45 minutos. Os costarriquenhos até tiveram a primeira chegada perigosa da partida, aos 12, quando Gamboa ganhou de Marcelo e encontrou Borges livre na área, mas o meio-campista chutou para fora. Essa foi única ameaça ao gol de Alisson.

A boa marcação da Costa Rica ofereceu espaço em alguns momentos em seu lado direito. Por ali, Neymar iniciou a jogada que terminou com Gabriel Jesus mandando para as redes aos 25. O lance, porém, foi anulado por impedimento. Na sequência, Coutinho deu belo passe em profundidade para Neymar, mas o goleiro Navas saiu de forma arrojada e antecipou.

Neymar teve seu grande lance aos 30 minutos. Ele recebeu dentro da área, deu um lindo corte no marcador e cruzou para Gabriel Jesus. Oviedo apareceu na hora certa e evitou o gol brasileiro.

A Costa Rica voltou a se reorganizar defensivamente e praticamente não correu riscos na parte final do primeiro tempo. Com poucos espaços, o Brasil arriscou os chutes de fora da área. Foram dois de Coutinho e um de Marcelo. Apenas o lateral acertou o gol, mas o tiro saiu fraco e Navas fez a defesa sem problemas.

Brasil melhora com entrada de Douglas Costa

O Brasil voltou com Douglas Costa no lugar de Willian para o segundo tempo. A mudança deu bom resultado e a Seleção Brasileira começou a criar jogadas pelo setor direito com o atacante da Juventus. Logo a 3 minutos, Douglas Costa cruzou e Gabriel Jesus acertou o travessão em bonito cabeceio. Na sequência do lance, a sobra ficou para Coutinho, que bateu colocado e só não fez o gol porque a bola desviou na zaga.

A pressão brasileira seguiu nos primeiros minutos do segundo tempo. Aos 10, novamente Douglas Costa cruzou e dessa vez a bola chegou para Neymar, que bateu de chapa e Navas deu um tapa para mandar a bola para escanteio. O goleiro costarriquenho teve trabalho novamente dois minutos depois em chute de Coutinho, que ele pegou firme.

Mesmo com o Brasil pressionando, o gol não saia. Foi então que Tite fez mais uma mudança. Dessa vez bastante ofensiva. O treinador brasileiro sacou o volante Paulinho e mandou o centroavante Roberto Firmino a campo.

VAR anula pênalti, mas Coutinho garante vitória

Ainda mais ofensivo, o Brasil teve boa chance com Neymar aos 30. O camisa 10 do Brasil ganhou da marcação e carregou a bola até a entrada da área, onde bateu em curva procurando o ângulo, mas a bola foi para fora.

Logo depois veio o lance polêmico do jogo. Neymar recebeu passe na área, deu o corte e levou o toque de González no peito. O árbitro Bjorn Kuipers marcou pênalti, mas, após consulta ao VAR, voltou atrás e deu bola ao chão a favor do time costarriquenho. O lance irritou muito os jogadores brasileiros, principalmente Neymar, que levou amarelo logo em seguida por reclamação.

Apesar da irritação, o Brasil seguiu pressionando a Costa Rica, que fazia uma marcação quase perfeita. Quase, mas não perfeita. Já aos 45 minutos brilhou a estrela de Philippe Coutinho. Gabriel Jesus recebeu na área e fez o pivô para o camisa 11, que deu um tapa por baixo de Navas para abrir o placar.

Ainda deu tempo de o Brasil marcar o segundo. Sendo eliminada com a derrota, a Costa Rica tentou um último ataque aos 52, mas a Seleção Brasileira se aproveitou. Douglas Costa cruzou e tocou para Neymar, que só teve o trabalho de desviar para as redes, 2 a 0.

Copa do Mundo – Grupo E

Brasil – 2

Alisson; Fagner, Thiago Silva, Miranda, Marcelo; Casemiro; Willian (Douglas Costa), Paulinho (Roberto Firmino), Coutinho, Neymar; Gabriel Jesus (Fernandinho).

Costa Rica – 0

Navas; Gamboa (Calvo), Gonzáles, Acosta, Duarte, Oviedo; Venegas, Guzman (Tejeda), Borges, Bryan Ruiz; Ureña (Bolaños).

Gols: Philippe Coutinho e Neymar (BRA)

Árbitro: Bjorn Kuipers (HOL)

Local: Estádio de São Petesburgo

 

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

O motociclista negou o teste do etilômetro, sendo autuado administrativamente.

Na justificativa da proposta, o senador Airton Sandoval cita estudos feitos em países diversos que vinculam a adoção do horário de verão com o desenvolvimento de problemas de saúde.

Máxima pode chegar aos 30°C em algumas cidades do Estado

Indivíduo, que ainda não teve a identidade confirmada, teria sido alvejado por quatro disparos de arma de fogo.