Giro do Vale / País / Política

PT lança pré-candidatura de Lula à Presidência

Evento ocorreu na noite desta sexta-feira (8), em Minas Gerais.

Foto: Ricardo Stuckert / Instituto Lula

O Partido dos Trabalhadores lançou, na noite desta sexta-feira, dia 8, a pré-candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao Planalto. No evento, realizado em Contagem (MG), a ex-presidente Dilma Rousseff leu carta assinada pelo petista, que está preso em Curitiba desde 7 de abril. No documento, Lula afirmou que levará sua candidatura “até as últimas consequências”.

“Sei que minha candidatura representa a esperança, e vamos levá-la até as últimas consequências, porque temos ao nosso lado a força do povo. Temos o direito de sonhar novamente, depois do pesadelo que nos foi imposto pelo golpe de 2016”, assinalou o petista.

“Quando ficou claro que iriam me prender à força, sem crime nem provas, decidi ficar no Brasil e enfrentar meus algozes. Sei do meu lugar na história e sei qual é o lugar reservado aos que hoje me perseguem. Tenho certeza de que a Justiça fará prevalecer a verdade”, disse em outro trecho do comunicado.

Críticas ao mercado financeiro

Em meio ao nervosismo do mercado financeiro em relação ao Brasil, pela incerteza eleitoral e a falta de um presidenciável reformista competitivo nas eleições, lideranças do PT dirigiram críticas ao mercado durante o evento.

— O mercado está assustado. Fizeram mil pesquisas, a Bolsa caiu e o dólar subiu porque eles descobriram que vão perder a eleição. Eles nem têm candidato — disse o líder do PT no Senado, Lindbergh Farias (RJ).

O senador defendeu que 100% da Petrobras seja estatal. Para ele, abrir o capital da estatal em 1997 foi um erro.

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), disse que Lula é o maior medo do mercado financeiro, mas que a eleição do ex-presidente representaria crescimento econômico, geração de empregos e lucro para as empresas.

O ato também serviu para declarar apoio à reeleição do governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel (PT), e para apoiar o lançamento de uma candidatura da ex-presidente Dilma Rousseff ao Senado.

No evento, líderes petistas também afastaram a possibilidade de uma aliança com outros partidos de esquerda que não considerem a candidatura de Lula como única possibilidade.

— Quem tiver alguma dúvida que tire seu cavalinho da chuva porque o PT vai ter candidato e o candidato é Lula — disse o líder da minoria no Senado, Humberto Costa, ao falar que respeitava os demais presidenciáveis de esquerda.

No evento, foram distribuídas máscaras com o rosto de Lula para o público. Durante o lançamento, o PT divulgou um manifesto assinado pelo petista, em que o ex-presidente reafirmou que será candidato à Presidência.

— E assim vou me preparando, com fé em Deus e muita confiança, para o dia do reencontro com o querido povo brasileiro. E esse reencontro só não ocorrerá se a vida me faltar.

As lideranças do partido reforçaram a intenção de registrar Lula na Justiça Eleitoral no dia 15 de agosto e mantiveram o discurso oficial de que não há “plano B” para a legenda.

 

GaúchaZH

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Corpo estava próximo ao Rancho Bonanza

Trio armado rendeu as duas pessoas que estavam no veículo

Regiões mais afetadas são monitoradas pela RGE e pela RGE Sul