Giro do Vale / Estado / Saúde

Mortes por gripe no Rio Grande do Sul chegam a 7 em 2018

Campanha de vacinação já terminou, mas Secretaria da Saúde orientou os municípios a liberar as doses para serem aplicadas no público geral

O número de mortes causadas por gripe no Rio Grande do Sul subiu para sete em 2018. O balanço mais recente indicava quatro óbitos.

As mortes ocorreram em Porto Alegre, Vera Cruz, Gramado e Lajeado. Foram quatro registros pelo vírus H1N1 (Influenza A), um por H3N2 (Influenza B), um por Influenza A não subtipado e um por Influenza B.

A campanha de vacinação, iniciada em 23 de abril, terminou no dia 22 de junho, mas a Secretaria Estadual da Saúde orientou os municípios a liberar as doses remanescentes para serem aplicadas no público geral, independente de faixa etária.

A orientação é que seja reservado um quantitativo para que as gestantes possam se vacinar ao longo do ano, assim como a segunda dose para as crianças que receberam nesta edição a vacina pela primeira vez.

Até agora, mais de 3,1 milhões de pessoas se imunizaram no estado, o que representa uma cobertura de 82,2%. A meta era vacinar 90% dos grupos prioritários.

As autoridades ressaltam que a vacina é segura, sendo produzida por vírus mortos e fragmentados, ou seja, não há o risco de causar gripe nas pessoas. Ela protege contra três tipos de gripe Influenza – A (H1N1), A (H3N2) e B. Mesmo quem tomou nos anos anteriores precisa renovar a dose.

G1-RS

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

O Fiat Uno azul, placa IGJ 8492, de Arroio do Meio teve perda total

veículo estava abandonado na Rua Henrique Schmidt, bairro São Francisco

Teste do bafômetro acusou 0,67 miligramas de álcool por litro de ar expelido

Após registro na Delegacia de Polícia, o indivíduo foi recolhido ao presídio