Giro do Vale / Esporte / Grêmio

Grêmio perde para o Flamengo e é eliminado da Copa do Brasil

Everton Ribeiro marcou o único gol da partida aos cinco minutos do primeiro tempo.

Fotos: Gilvan de Souza / Flamengo / Divulgação

A noite foi copeira para o Flamengo, nesta quarta-feira. O Grêmio viu os rivais fazerem gol bem no início e jogarem com o regulamento debaixo do braço até garantirem o avanço à semifinal da Copa do Brasil. Derrotado por 1 a 0 – 2 a 1 no agregado –, ao Grêmio vale o discurso conhecido: agora é focar na Libertadores e no Brasileirão.

Pelo Campeonato Brasileiro, o Tricolor volta a campo já neste sábado, quando encara o Corinthians, em São Paulo. Na disputa continental, o próximo compromisso é contra o Estudiantes, pelo jogo de volta das oitavas de final, no dia 28, na Arena.

Falha e um Maracanã para escalar

O Flamengo fez exatamente o que queria no começo do primeiro tempo. Foi para o abafa e abriu vantagem para, depois, fechar a casinha e tentar matar o jogo contra-ataques, com a qualidade dos seus jogadores ofensivos. A encrenca para o Grêmio veio aos 5 minutos, num erro do lateral Cortez, que voltou à titularidade exatamente nesta partida. Vitinho cruzou e Cortez furou feio. A bola sobrou para Éverton Ribeiro que, de frente para o gol, fulminou no canto direito para fazer explodir em festa o Maracanã.

O Tricolor demorou um pouco para recuperar o equilíbrio e quase viu o placar ficar mais complicado a favor dos donos da casa. Aos 11 minutos, Paquetá tabelou com Éverton Ribeiro e caiu ao dividir no corpo com Jailson. O lance chegou a ser analisado pelo árbitro de vídeo, mas o juiz mandou seguir, sem pênalti.

Aos 19, Marcelo Grohe teve que antecipar com coragem a tabela entre Éverton Ribeiro e Henrique Dourado para evitar o prejuízo. Dourado foi lançado na cara do gol, porém o goleirão correu muito antes para abafar e evitar o 2 a 0.

A partir daí, o Grêmio dominou as ações, mas produzindo poucas chances efetivas de gol. Aos 20, fez toda a formatação da jogada correta, dentro da área, só que a execução foi pífia. Cortez cruzou para André, que chegou atrasado. A zaga afastou e sobrou para Everton, contudo o garoto furou de forma bisonha no voleio. Ainda veio a chance com Léo Moura, que não chutou e fez um passe apertado para Maicon, que acabou desarmado. Três chances e nenhuma conclusão.

O primeiro chute só foi acontecer aos 34 minutos. Everton recebeu de Cortez na meia-lua, bateu desequilibrado e Diego Alves defendeu no canto esquerdo. O Cebolinha ainda perderia antes do intervalo, sem goleiro. Léo Moura acionou André, que mais uma vez ficou atrás da marcação. Ramiro recuperou o rebote e bateu cruzado. A bola chegou para Everton na pequena área, sem goleiro. Ele se desequilibrou e pegou embaixo da bola, isolando.

Domínio sem efetividade

A segunda etapa começou com pressão total do Grêmio, sem deixar o Flamengo respirar. Só que faltou, novamente, a tal finalização. No primeiro minuto, Ramiro até tentou, depois de Léo Moura cruzar, André chegar atrasado e sobrar no alto. O volante puxou a bicicleta com convicção: pegou embaixo da bola.

Dois minutos depois, André foi lançado na cara do gol, olhou para Diego Alves, mas não tentou chutar. Rolou para a chegada de Everton. O atacante tentou se atirar para concluir e bateu desviado. Foram mais de dez minutos com o Tricolor em cima dos donos da casa, no entanto produzindo pouquíssimo em matéria de conclusões.

Aos 18 minutos, Renato finalmente desistiu de André e lançou Jael no ataque. O centroavante logo fez aquilo que se esperava. Ganhou de dois marcadores na trombada e chutou a gol. Diego Alves catou firme no meio. Marinho aumentou a carga ofensiva no lugar de Léo Moura, só que o Grêmio começou a se desorganizar, facilitando a vida dos flamenguistas.

E os donos da casa quase mataram o jogo aos 31. Marlos Moreno correu nas costas da zaga e deslocou Marcelo Grohe. A bola ia para um destino que parecia certo até que Ramiro surgiu aos trancos e barrancos para evitar o 2 a 0. O Tricolor ainda teve Alisson no lugar de Maicon. O time, contudo, seguiu desorganizado. No fim, Douglas ainda levou amarelo no banco de reservas, ao deixar o local para repor a bola, sem gandulas nas laterais. Luan cobrou uma falta na área na última esperança. Diego Alves pegou e veio o apito do árbitro: Tricolor eliminado nas quartas de final da Copa do Brasil.

Copa do Brasil – Quartas de final

Flamengo 1

Diego Alves; Rodinei, Léo Duarte, Réver e Renê; Cuellar (Willian Arão), Lucas Paquetá e Diego (Romulo); Éverton Ribeiro, Henrique Dourado e Vitinho (Marlos). Técnico: Maurício Barbieri.

Grêmio 0

Marcelo Grohe; Léo Moura, Pedro Geromel, Kannemann e Bruno Cortez; Jaílson, Maicon (Alisson) e Ramiro; Luan, André (Jael) e Everton. Técnico: Renato Gaúcho.

Gol: Éverton Ribeiro (5min/1ºT).

Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (Fifa/MG)

Cartões amarelos: Diego Alves, Renê e Diego (F); Maicon, Luan e Marinho (G).

Público: 54.461 torcedores (50.803 pagantes).

Local: Maracanã, no Rio (RJ).

 

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

O Fiat Uno azul, placa IGJ 8492, de Arroio do Meio teve perda total

veículo estava abandonado na Rua Henrique Schmidt, bairro São Francisco

Teste do bafômetro acusou 0,67 miligramas de álcool por litro de ar expelido

Após registro na Delegacia de Polícia, o indivíduo foi recolhido ao presídio