Giro do Vale / Esporte / Inter

Inter vence o Bahia e cola no líder do Brasileirão

Colorado chega ao quinto triunfo seguido no campeonato nacional.

Foto: Ricardo Duarte / Inter / Divulgação

A perseguição ao São Paulo continua. Se no final de semana o líder via o Inter pelo retrovisor, a rodada de meio de semana encurtou o caminho. Mesmo desfalcado, o time de Odair Hellmann venceu o Bahia na Fonte Nova por 1 a 0 e, com o empate dos paulistas com o Paraná, diminuiu para um ponto a distância da primeira posição.

Aos oito minutos, o Inter teve a primeira chance clara da partida. Pottker iniciou a jogada pelo lado direito, arrancou e entregou a Patrick, que avançou para o meio e dividiu com um jogador do Bahia. A bola se apresentou para Camilo, livre, na área. Ele tirou do goleiro, mas também da trave, e botou para fora.

Aos 12, a resposta do Bahia. Pelo lado esquerdo, Pelé cruzou na área, a bola passou por todo mundo e Edigar Junio antecipou Iago, mas arrematou por cima do travessão.

A presença de Dudu, que não atuava desde março, no Gre-Nal da primeira fase do Gauchão, fez Enderson Moreira apostar nas jogadas pelo lado esquerdo ofensivo. A situação obrigou Rossi a voltar e auxiliar na cobertura, para tentar conter as investidas dos donos da casa.

Aos 17 e aos 20, o Bahia levou perigou com Zé Rafael. A primeira conclusão se deu com um lance que começou em uma falha de domínio de Cuesta e um erro de Iago. O meia aproveitou e chutou por cima. A segunda foi uma jogada individual, passou por Dudu, abriu espaço e bateu, mas a bola desviou em Moledo e saiu.

Quando o Inter chegou, foi decisivo. Aos 22 minutos, Edenilson descolou um lançamento pelo lado direito. O goleiro Anderson saiu mal, ficou no meio do caminho, e Rossi aproveitou, girou em cima do zagueiro Lucas Fonseca e cruzou para Patrick, livre, apenas escorar de cabeça para a rede: 1 a 0 e comemoração à Pantera Negra, o personagem da Marvel que simboliza o primeiro herói de ascendência africana.

O Inter levou um susto aos 27. Dudu cometeu falta em Zé Rafael ao lado da área. Na cobrança, Gilberto saltou mais do que a defesa e cabeceou ao lado da trave de Marcelo Lomba.

Seis minutos mais tarde, uma baixa para enfrentar o Palmeiras. William Pottker embolou-se com o zagueiro Lucas Fonseca em uma cobrança de escanteio. O árbitro parou o jogo e deu cartão amarelo para os dois. O atacante colorado estava pendurado e não poderá atuar no domingo.

Dali por diante, o time de Odair conseguiu segurar o ímpeto dos mandantes. Bem postado na defesa, confiava na segurança de Moledo e Cuesta na zaga e de Rodrigo Dourado, que era soberano na cabeça da área. Faltava uma escapada, que desse chance para ampliar o placar.

E aos 44, apareceu o tão esperado contra-ataque. Edenilson lançou Iago pelo lado esquerdo, em uma arrancada de quatro colorados contra dois tricolores baianos. O lateral teve espaço e Camilo se apresentou livre pelo meio, mas o jovem preferiu bater para o gol e facilitou o trabalho do goleiro, que espalmou para fora.

O segundo tempo começou praticamente como havia terminado o primeiro. Aos cinco minutos, Camilo cobrou uma falta para a área, Rodrigo Dourado ganhou no ar de Léo e cabeceou forte, mas Anderson salvou.

O Bahia forçou o ataque e teve chances em duas faltas, mas ambas explodiram na barreira. Enderson Moreira trocou Edigar Junio, que não levou vantagem sobre a zaga do Inter e incluiu Régis, um jogador com características de armação. O reserva foi quem deu a assistência para a primeira grande chance de empatar. Aos 21 minutos, em um lance embolado, no qual Rossi pedia substituição, a bola chegou ao lado esquerdo e Régis cruzou na cabeça de Gilberto, mas ele concluiu para fora.

Na vaga de Rossi, Odair escalou Juan Alano. Pouco depois, trocou Dudu por Zeca, que voltou ao time após um mês afastado por lesão. A última substituição foi Brenner na vaga de Camilo. Ao mesmo tempo, o Bahia colocou Marco Antônio e saiu Vinícius.

O Bahia ainda teve uma chance, quando Zé Rafael saiu aos trancos e barrancos, dividiu com Dourado, Cuesta e Edenilson e a bola sobrou para Léo chutar por cima.

Brasileirão — 20ª rodada — 22/8/2018

BAHIA
Anderson; Bruno, Tiago, Lucas Fonseca e Léo; Gregore, Elton e Vinícius; Zé Rafael, Edigar Junio (Régis, 13’/2ºT) e Gilberto.
Técnico: Enderson Moreira

INTER
Marcelo Lomba; Dudu, Rodrigo Moledo, Victor Cuesta e Iago; Rodrigo Dourado, Edenilson, Rossi, Patrick e Camilo; William Pottker.
Técnico: Odair Hellmann

Gols: Patrick (I) aos 22 minutos
Cartões amarelos: Lucas Fonseca (B); e William Pottker (I)
Arbitragem: Rodrigo D’Alonso Ferreira, auxiliado por Helton Nunes e Alex dos Santos
Local: Arena Fonte Nova, em Salvador (BA)

PRÓXIMO JOGO

BRASILEIRÃO — 21ª rodada
26/8/2018 — Domingo — 16h
Inter x Palmeiras

 

GaúchaZH

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Porém, o pedido foi negado pela Justiça, mesmo com parecer favorável do Ministério Público (MP)

Previsão é que a Draco comece a operar em maio de 2019, a partir do ingresso de novos servidores na corporação

Ministério da Saúde ampliou prazo para até terça-feira, na tentativa de preencher vagas que faltam

Termômetros voltam a superar os 30°C em vários pontos