Giro do Vale / Destaque / Polícia / Santa Cruz do Sul

Polícia prende suspeito da morte de jovem em Santa Cruz do Sul

O acusado é um aposentado de 58 anos frequentador da área onde o corpo foi encontrado.

Foto: Divulgação

A Polícia Civil prendeu um suspeito de matar a jovem Francine Rocha Ribeiro, de 24 anos, no dia 12 de agosto em Santa Cruz do Sul. O suspeito pelo crime é um aposentado de 58 anos, que era frequentador assíduo da região do entorno do Lago Dourado, onde foi encontrado o corpo da vítima no dia seguinte. O preso chegou às 10h na Delegacia de Polícia.

O corpo de Francine foi achado em um matagal de difícil acesso, na barranca do rio Pardinho, a quase 400 metros da pista de caminhada onde a jovem estava. Ela foi morta por asfixia mecânica, sofreu espancacamento na região do abdômen e teve hemorragias internas. O braço esquerdo da jovem tinha um cordão amarrado e estava preso em uma árvore. O laudo de necropsia já estava com os policiais, no entanto, foi mantido em sigilo. De acordo com a titular da Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam), delegada Lisandra de Castro Carvalho, o suspeito foi encontrado no fim da tarde de quinta-feira.

“Foi muito difícil. Foram trabalhos intensos e ininterruptos até o fim da tarde dessa quinta-feira, quando encontramos quem matou e estuprou Francine”, explicou. A delegada informou que a polícia começou as investigações sobre o suspeito na semana passada após depoimento de caçadores da área, que informaram terem visto o suspeito no local andando a passos largos e nervoso, em atitude de fugititivo. Embora ele negue que estivesse no local no dia do crime, o laudo das análises de amostras de sêmen encontrados na vítima mostraram compatibilidade com o material recolhido no suspeito.

A Polícia apreendeu para novas análises uma mochila, as roupas camufladas que o suspeito teria usado no dia do crime, sapatos e um pedaço de pano semelhante ao material encontrado ao redor do pulso da vítima. A delegada afirma que a abordagem ocorreu com o objetivo de cometer a violência sexual. O homem teve a prisão preventiva decretada e a polícia tem dez dias para a conclusão do inquérito. O delegado regional Luciano Menezes informou que diversos outros suspeitos foram ouvidos, mas todos descartados como autores do crime.

 

Correio do Povo

Comentários

  1. Anônimo disse:

    Todos os parabéns à polícia

Publicidade

Últimas Notícias

BM foi acionada e se deslocou até o local onde encontrou o suspeito contido por outro homem.

Fato se passou por volta das 12h, na Rua Marechal Hermes, no Bairro Oriental

Nesta semana, loteria correrá na terça e na quinta-feira