Giro do Vale / Esporte / Grêmio

Reservas do Grêmio goleiam o Vitória em grande jogo na Arena

Tricolor aplicou 4 a 0 com boas atuações de Douglas e Pepê.

Foto: Lucas Uebel / Grêmio / Divulgação

O Grêmio mostrou que tem reservas de luxo, com uma vitória de excelente futebol e amplo domínio contra o Vitória, neste domingo na Arena. O Tricolor aplicou 4 a 0 ao natural e se manteve na cola dos líderes do Brasileirão, mesmo poupando jogadores.

Com o resultado, foi a 33 pontos, no terceiro lugar, esperando apenas o confronto do Inter com o Fluminense. Já o Vitória, fica na berlinda com 19 pontos, um a mais que o Santos, primeiro na zona do rebaixamento. Agora, os gremistas focam na Copa do Brasil, encarando o Flamengo na quarta-feira.

Controle desde o início

O time reserva do Grêmio teve futebol e confiança de titular na primeira etapa, sob a condução do maestro Douglas. O resultado foi o amplo domínio da partida e a boa vantagem no placar, trocando passes ao natural e sofrendo poucos riscos contra o desesperado Vitória

A equipe tricolor mostrou essa confiança logo de cara, fazendo o goleiro Ronaldo trabalhar no primeiro minuto. Marinho recebeu na frente, disparou em velocidade e chutou forte. O goleiro Ronaldo espalmou para dentro da área e Jael recuperou. O centroavante tinha chance do chute, mas ficou sem ângulo e acabou bloqueado.

Tocando a bola, no estilo já marcado sob o comando de Renato Portaluppi, o Grêmio foi abrindo espaços numa defesa desorganizada do adversário baiano. No entanto, o responsável pela maioria dos passes ofensivos, contudo, acabou sendo o autor do gol.

Douglas volta a marcar

Após 665 dias, Douglas voltou a carimbar o fundo das redes, e precisou de duas conclusões para isso. Aos 11 minutos, Cortez cruzou na área e o “pifador” surgiu como elemento surpresa para cabecear à queima-roupa. Ronaldo fez boa defesa, só que a bola voltou para o meia gremista, que ajeitou na coxa e chutou de chapa no canto esquerdo para o 1 a 0.

O Vitória até tentou responder. De forma atrapalhada, apenas criou lançamentos pelos flancos e algumas bolas paradas. A melhor chance foi numa falta perto da área, aos 14 minutos. Ramon levantou na marca do pênalti, Kanu cabeceou contra o chão, em lance que Paulo Victor defendeu em dois tempos.

Tinha mais Douglas aos 20 minutos. Sem a fama de marcador, ele roubou bola cheio de vontade na intermediária e achou Jailson livre na esquerda. O volante dominou de costas, girou e bateu cruzado. A bola passou por um zagueiro, deixou o goleiro sem ação e entrou forte no canto direito para o 2 a 0.

Perigo para os gremistas, apenas aos 30 minutos e novamente numa falta, após Jailson botar mão na bola. Iago chutou com força e efeito. A bola passou tirando tinta da trave direita. Na resposta gremista, antes do intervalo, Marinho quase decretou goleada. Ele recebeu na frente da área e fez grande jogada para deixar Leonardo na cara do gol. O lateral tinha a meta à disposição, bateu muito embaixo da bola e isolou.

A volta do intervalo teve o Vitória tentando acelerar o jogo, e até ameaçando a meta gremista, mas de forma isolada. No primeiro minuto, Neilton lançou Bou na área, o atacante chutou no canto direito e o goleiro gremista caiu certeiro para catar firme.

O Tricolor voltou a mandar no jogo e logo teve duas grandes chances em faltas na meia-lua, com a zaga baiana se virando para bloquear a rápida troca de passes. Na primeira oportunidade, Jael bateu muito forte, no canto esquerdo, mas errou por milímetros o poste esquerdo. Depois, Matheus experimentou colocado, com estilo e a bola saiu desviada pela direita.

Desenho de goleada

Só que o domínio do Grêmio merecia uma goleada e ela veio aos 12 minutos. Marinho fez boa jogada pela direita e mandou para Pepê nas costas da zaga. O garoto invadiu a área e chutou no canto esquerdo, só que a bola desviou na zaga, pegou efeito e encobriu o goleiro para entrar no ângulo direito: 3 a 0.

Com o placar elástico, o time gaúcho reduziu o ritmo, ainda com a bola sob controle, com o acréscimo de Maicon no meio para reforçar a marcação. Renato ainda teve a oportunidade de dar ritmo para Everton, que voltou de lesão marcando gol.

Sim, o 4 a 0 estava a caminho. Ao 36 minutos, Everton ligou o turbo e acelerou pelo meio. Abriu com Jael, que recebeu e tentou o chute. Ronaldo espalmou nos pés do Cebolinha, que apenas conferiu com tranquilidade na sua primeira participação na partida.

A partir daí, foi só controlar e guardar os três pontos na tabela.

Brasileirão – 18ª rodada

Grêmio 4

Paulo Victor; Leonardo, Paulo Miranda, Marcelo Oliveira e Bruno Cortez; Jailson, Matheus Henrique (Maicon) e Douglas; Marinho (Alisson), Jael e Pepê (Everton). Técnico: Renato Gaúcho.

Vitória 0

Ronaldo; Jeferson, Kanu, Ruan Renato e Bryan; Ramon (Erick), Rodrigo Andrade (Lucas Fernandes), Marcelo Meli e Yago; Neílton e Walter Bou (Wallyson). Técnico: João Burse.

Gols: Douglas (11min/1ºT), Jaílson (20min/1ºT),  Pepê (12min/2ºT) e Everton (36min/2ºT).

Cartões amarelos: Paulo Victor (G; Ruan Renato, Kanu e Rodrigo Andrade (V).

Árbitro: Bruno Arleu de Araújo (RJ).

Público: 16.146 pagantes (17.717 no total).

Local: Arena.

 

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

O motociclista negou o teste do etilômetro, sendo autuado administrativamente.

Na justificativa da proposta, o senador Airton Sandoval cita estudos feitos em países diversos que vinculam a adoção do horário de verão com o desenvolvimento de problemas de saúde.

Máxima pode chegar aos 30°C em algumas cidades do Estado

Indivíduo, que ainda não teve a identidade confirmada, teria sido alvejado por quatro disparos de arma de fogo.