Giro do Vale / Esporte / País

Com gols de Firmino e Neymar, Brasil vence os Estados Unidos em amistoso

Partida marcou o início da preparação da equipe de Tite para a disputa da Copa América 2019.

Foto: Divulgação

O Brasil iniciou o segundo ciclo da Era Tite com uma vitória tranquila por 2 a 0 sobre os Estados Unidos. Ainda no primeiro tempo, com gols de Roberto Firmino e Neymar, a Seleção aproveitou as chances criadas e mostrou a cara de uma equipe com seis alterações em relação ao time que foi eliminado pela Bélgica nas quartas de final da Copa do Mundo. Saíram Fagner, Miranda, Marcelo, Paulinho, Willian e Gabriel Jesus, para as entradas de Fabinho, Marquinhos, Filipe Luís, Fred, Douglas Costa e Firmino.

Nos primeiros minutos do amistoso, o Brasil se lançava ao ataque na parceria entre Neymar e Coutinho pelo lado esquerdo. Mas foi em jogada pela direita que saiu o primeiro gol da Seleção pós-Copa. E resultado de jogada entre os dois nomes mais pedidos pelos torcedores durante o Mundial na Rússia. Aos 10 minutos, Douglas Costa recebeu lançamento, jogou a bola em direção à linha de fundo e fez um cruzamento perfeito para Firmino completar e abrir o placar no MetLife Stadium.

O único indício de ranço com a Seleção aconteceu com 20 minutos. Neymar levou uma pancada de Yedlin e ficou caído no centro do gramado. Apesar de não rolar pelo gramado ou reclamar de forma acintosa, o camisa 10 brasileiro recebeu vaias das arquibancadas.

Com a bola no chão, a Seleção não foi ameaça pelos Estados Unidos. Mas em bolas pelo alto, os americanos incomodaram a defesa brasileira. A primeira intervenção de Alisson aconteceu aos 33 minutos. Após escanteio, a bola sobrou para McKennie driblar Fabinho e ficar cara a cara com o goleiro do Liverpool. O ex-colorado se atirou na bola e evitou o gol dos donos da casa. Douglas Costa e Coutinho deram boas arrancadas, mas quem construiu a jogada do segundo gol do amistoso foi uma das novidades de Tite para os amistosos. Fabinho, que passou os últimos anos jogando como volante no Monaco e agora no Liverpool, herdou a vaga de Daniel Alves e invadiu a área dos americanos a dribles até ser derrubado por Trapp, aos 42. Pênalti marcado, para protesto dos americanos. Neymar, com direito a paradinha, bateu no canto e converteu a penalidade.

A volta para o segundo tempo não alterou o ímpeto da Seleção Brasileira. Logo com cinco minutos, Douglas Costa fez outra vez grande jogada. O atacante recebeu no lado direito, cortou para o meio e tocou para Neymar bater cruzado. O goleiro encostou na bola e deu tempo para que Miazga tivesse a oportunidade de dar um chutão quase em cima da linha para evitar o terceiro gol.

Aos 19, McKennie perdeu a chance de descontar após cobrança de falta. O americano ficou livre atrás da defesa, mas deu de canela na bola e desperdiçou boa oportunidade. Os técnicos das duas seleções começaram a observar suas alternativas vindas do banco. Tite promoveu as estreias de Lucas Paquetá, Arthur, Richarlison e Everton. Dedé e Willian também entraram em campo. Com as mudanças, o ritmo da partida caiu e poucos lances de perigo foram construídos. Uma primeira vitória para impulsionar o trabalho de Tite na preparação da Seleção para a Copa América no Brasil em 2019.

 

GaúchaZH

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Jacir Potrich sumiu na noite da terça-feira, e câmeras de segurança não flagraram homem deixando sua residência

Período teve média de 5,9 mortes em acidentes por dia, desde 2007

o se passou na frente da casa da vítima