Giro do Vale / Destaque / Geral / País

Boletos vencidos acima de R$ 100 já podem ser pagos em todos bancos

Pagamento atrasado já era permitido em toda a rede bancária para documentos de valores superiores a R$ 400

Os consumidores podem, a partir deste sábado, dia 13, pagar boletos atrasados com valor igual ou superior a R$ 100 em qualquer banco. A previsão é de que após o próximo dia 27 de outubro a regra passe a valer para os documentos de todos os valores.

A medida faz parte da nova plataforma de cobrança da Federação Brasileira de Bancos (Febraban), que começou a ser implementada no país em julho do ano passado, quando foi permitido o pagamento de boletos atrasados de valores acima de R$ 50 mil.

Em março, foi autorizada a quitação dos documentos com valores acima de R$ 800. Na terceira fase da mudança, que entrou em vigor no mês de agosto, os consumidores foram autorizados a pagar os boletos vencidos entre R$ 400 e R$ 799,99.

A previsão é de que os boletos de cartão de crédito e de doações devem estar cadastrados na plataforma até o dia 10 de novembro. Em um ano, número de vítimas de ‘golpe Don Juan’ dobram em SP

A Febraban afirma que as iniciativas dão mais segurança ao sistema de compensação de boletos por identificar tentativas de fraudes e evitar o pagamento de outro documento já quitado anteriormente.

O diretor-adjunto de Operações da Febraban, Walter de Faria, avalia que a inclusão e processamento dos boletos acima de R$ 100 no sistema permitirá a incorporação de aproximadamente 3 bilhões de documentos (75% do total emitido anualmente no Brasil).

A afirmação de Faria leva em conta que a nova plataforma permite a identificação do Cadastro de Pessoa Física (CPF) ou do CNPJ Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ) do pagador e facilita o rastreamento dos pagamentos.

 

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Condutor de um dos veículos envolvidos, fugiu do local

Ações foram na madrugada desta sexta, dia 19, na região central

Moto bateu em carro que estava parado, e condutor não resistiu aos ferimentos

Brigadiano teve fratura frontal do crânio. Ele está internado na UTI. Fato ocorreu após o Gre-Nal