Giro do Vale / Esporte / Grêmio

Grêmio goleia o Tucumán e está na semifinal da Libertadores

Tricolor aplicou 4 a 0 na Arena e ficou mais perto do tetra da América.

Foto: Lucas Uebel / Grêmio / Divulgação

O Grêmio goleou o Atlético Tucumán com autoridade, nesta terça-feira, na Arena, e está na semifinal da Libertadores. O Tricolor até teve alguma dificuldade até abrir o placar, mas ainda no primeiro tempo viu a expulsão do goleiro Lucchetti abrir caminho para mandar o recado ao River Plate com um sonoro 4 a 0. Luan foi o maestro da atuação que deixa o Tricolor mais perto do tetra da América. Antes do River, contudo, o Grêmio encara o Bahia, sábado na Arena, de olho na ponta do Brasileirão.

O começo da partida chegou a ser nervoso, com o Tucumán apostando em velocidade e ligações diretas, contra uma zaga gremista ainda se achando. Mas o Tricolor tomou as rédeas da partida na metade final construiu sua vitória.

A obrigação de buscar um resultado era do Tucumán, só que os gremistas mostraram iniciativa logo no primeiro lance. Aos 2 minutos, Léo Moura acionou Luan na meia-lua. O atacante teve espaço para ajeitar e chutar. Tirou do zagueiro e bateu forte, para fora.  A resposta dos hermanos fez alguns gremistas se encolherem nas cadeiras, entretanto. Geromel afastou mal um lançamento do campo defensivo e Acosta emendou de primeira. Saiu um míssil, tirando tinta to poste direito.

Marcelo Grohe teve que trabalhar aos 11 minutos, enquanto o Grêmio ainda buscava um encaixe melhor da marcação. Mercier desviou lançamento de cabeça, três marcadores exitaram e sobrou para Acosta. Ele chutou fore, na marca penal, mas o goleiro tricolor fez boa defesa.

Grêmio encaixa e domina

Depois desse lance, acabaram as fichas do Tucumán. Aos 16, Everton deu uma amostra grátis de que o gol estava a caminho. O garoto recebeu belo lançamento de Luan e tirou do goleiro com categoria. Por capricho, saiu em tiro de meta. No lance seguinte, Luan chutou prensado da meia-lua, a bola voltou e ele abriu para Alisson. O atacante chutou forte no canto esquerdo, a zaga desviou.

O ataque gremista prometia um gol, mas a torcida foi frustrada mais uma vez aos 27 minutos. Everton foi lançado nas costas da zaga e chutou no canto esquerdo. Lucchetti roçou de leve com as mãos e conseguiu tirar para escanteio.

Aos 35 minutos, contudo, acabou a paz do Tucumán. Léo Moura foi acionado na direita, olhou para a entrada de Thaciano no segundo pau e cruzou com precisão. O volante desviou para baixo e a bola entrava devagar. Para não dar chance à zaga, Luan completou e correu para o abraço com o 1 a 0.

Que virou 2 a 0 antes do intervalo. Aos 38 minutos, Alisson disparou em contragolpe, driblou o goleiro e foi derrubado com quase um golpe de arte marcial. Uma chave de braço de Lucchetti. Pênalti marcado e o goleirão expulso após análise da video-arbitragem. Cícero confirmou o gol com categoria, bateu no canto esquerdo e o goleiro substituto Sanchez fora foto na direita.

Tricolor vai para cima e goleia

A vantagem numérica e no placar era grande, o segundo tempo podia ser protocolar. Não para o Grêmio, que foi ao ataque quando a bola rolou. Antes do ponteiro virar o primeiro minuto, Luan teve a chance na área. A jogada foi de Everton, que limpou na esquerda e achou o companheiro na cara do gol. Luan chutou e a bola foi em cima do goleiro.

Com mais futebol e 11 jogadores contra 10, o Grêmio buscou a goleada ao natural. Aos 7 minutos, grande troca de passes, que envolveu seis jogadores, gerou o 3 a 0. Cortez mandou para Luan, que abriu com Alisson de forma consciente. O atacante fulminou de pé direito e o chute explodiu no zagueiro. Só que as costas do goleiro estava no caminho e desviaram a bola para o fundo das redes. Gol esquisito também vale!

Renato Portaluppi fez mudanças, poupando Everton e Kanneman. Entraram Jael e Paulo Miranda. Douglas também foi acionado para o lugar de Alisson.

Um 4 a 0 ao estilo Jael quase veio aos 26 minutos. Cícero lançou Cortez na esquerda, o lateral cruzou rasteiro na pequena área e Jael voou de cabeça na bola. Sim, foi de cabeça na bola rasteira, saiu prensado.

No finalzinho, veio o 4 a 0 estilo Jael. Douglas lançou o centroavante na área, nas costas da marcação. Ele foi esperto, travou a bola e esperou o choque do adversário. Pênalti marcado e a torcida em coro pedindo Luan. Renato autorizou, mas o meia-atacante devolveu a bola para Jael. Boa escolha, pois o atacante bateu firme no canto esquerdo e definiu a goleada gremista.

Libertadores – Quartas de final

Grêmio 4

Grohe; Léo Moura, Geromel, Kannemann (Paulo Miranda) e Cortez; Matheus Henrique, Thaciano, Cícero e Alisson (Douglas); Everton (Jael) e Luan. Técnico: Renato Portaluppi

Tucumán 0

Lucchetti; San Román, Lamas (Patrón), Cabral e Matías; Acosta, Aliendro, Mercier e Barbona (Sánchez); Rodríguez e Díaz (Leyes). Técnico: Ricardo Zielinski.

Gols: Luan (35min/1ºT), Cícero (44min/1ºT), Alisson (7min/2ºT) e Jael (48min/2ºT).

Cartão vermelho: Lucchetti.

Arbitragem: Roberto Tobar.

Público: 47.304 torcedores.

Local: Arena

 

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Condutor de 26 anos saiu ileso do acidente

Ao menos 450 pessoas ficaram feridas na série de atentados contra igrejas e hotéis de luxo

A chuva deve se concentrar do Centro para o Norte do Estado

Crime teria ocorrido na frente do filho da vítima, e seu companheiro é o principal suspeito