Giro do Vale / Esporte / Inter

Inter empata com o Santos e complica luta pelo título do Brasileirão

Colorado esteve duas vezes à frente do placar, mas foi castigado com o 2 a 2 em falhas defensivas.

Foto: Ricardo Duarte / Inter / Divulgação

O Inter mostrou eficiência ofensiva, mas falhou na defesa e acabou castigado com um empate contra o Santos, nesta segunda-feira à noite no Beira-Rio. O resultado de 2 a 2 complica a luta pelo título do Brasileirão. Os gols do Colorado foram marcados por Leandro Damião e Patrick, e o Peixe chegou à igualdade com Gabriel e Fabiano, que marcou um gol contra.

Com o ponto somado, o Colorado chega a 57 e fica a cinco do líder Palmeiras, além de ser superado pelo Flamengo, com 58. A tentativa da recuperação será contra o Vasco, no Rio, sexta-feira. O Peixe, por sua vez, vai a 43 pontos e começa a pressionar o Atlético-MG no G6.

O primeiro tempo foi bastante complicado para o Inter. O time de Odair não conseguia impor seu jogo. O Santos buscou a iniciativa e controlou a partida durante boa parte. Logo aos seis minutos, o Peixe já levou calafrios à torcida do Inter. Bruno Henrique se livrou da marcação e cruzou no segundo pau para um chute de primeira de Sanchez. A zaga bloqueou.

Inter passa à frente com eficiência

O Inter, enquanto isso, exagerava nas bolas longas e nos levantamentos para a área, sem concluir efetivamente a gol. Aos 23 minutos, uma rifada de bola quase comprometeu toda a etapa. O Santos recuperou e disparou num contragolpe com Sanchez. O uruguaio correu pelo meio e serviu Gabriel. O atacante ajeitou o corpo e chutou com endereço certo, mas Lomba salvou com linda defesa no ângulo esquerdo, fazendo com que a bola ainda batesse no travessão.

No lance seguinte, Pituca teve a chance em cruzamento. Ele aparou livre de cabeça, mas mandou por cima. Só aí que o Colorado foi responder. A primeira estocada foi de Edenilson, que cabeceou quase com a força de um chute a bola cruzada por Cuesta, mas Vanderlei defendeu rente à trave esquerda.

Aos 43, contudo, contragolpe colorado pegou o Peixe de surpresa. Edenilson fez grande tabelamento com Patrick e ficou livre dentro da área para chutar. Ele deu uma “casquinha na bola” e a bola voou sobre Vanderlei. No desespero, o zagueiro Luiz Felipe tentou salvar e afastou a bola para o meio da área, justamente onde estava Damião, que de cabeça empurrou para o fundo das redes para colocar o Inter na frente do placar.

O Santos sentiu e quase levou o segundo antes do intervalo. Nico López invadiu a área e cruzou colocado para a frente do gol. Moledo tentou tocar de letra, mas a bola passou por baixo das pernas rumo ao tiro de meta.

Reação e empate do Peixe no segundo tempo

Os visitantes não se intimidaram. No retorno para o segundo tempo vieram para cima. Um lapso defensivo e um momento de liberdade para o goleador do Brasileirão gerou prejuízo aos colorados. Aos 5 minutos, Gabriel recebeu no lado direito, cortou para a área entre dois marcadores e bateu colocado. A bola fez uma curva perfeita, saindo de Lomba e batendo na trave antes de entrar para a igualdade do placar. Um belo gol.

O Inter tentou colocar as coisas em ordem aos 8 minutos, numa bela jogada de pé em pé. D’Ale recebeu na área e serviu com categoria para Damião. O centroavante tinha o gol à disposição, mas carimbou o goleiro Vanderlei.

Polêmica, festa e frustração

Dois minutos depois, o lance polêmico do jogo. Sanchez desarmou Cuesta na linha de fundo com falta. A bola sobrou para Damião, que enfrentou Vanderlei e fez o gol, mas o árbitro marcou impedimento. Após longa discussão, com dúvidas se o toque na bola tinha sido do uruguaio ou do colorado, a arbitragem confirmou jogada anulada sob vaias da torcida.

A partida seguiu aberta, com o Santos buscando vencer, mesmo fora, e o Inter perigosíssimo no contragolpe. E foi num contra-ataque que veio o desempate colorado. A transição para o ataque foi fulminante. A jogada começou com D’Alessandro, que encontrou Edenilson no corredor esquerdo. O volante esticou a bola para Nico López, que levou a defesa santista e lançou Patrick pelo meio. O camisa 88 apareceu na corrida, já na entrada da área e bateu na saída de Vanderlei para fazer o 2 a 1.

A felicidade colorada, entretanto, teve minutos contados, pois o Peixe se recusou a desistir e tinha o matador Gabriel. Ele contou, ainda, com uma lambança defensiva. Aos 33, Bruno Henrique fez a parede na área e serviu Gabriel. Ele chutou de primeira para boa defesa de Lomba. Fabiano tentou proteger para o goleiro colorado pegar. Lomba falhou na intervenção, Dourado entrou na jogada e o lateral direito se enrolou com a bola, que entrou para o fundo das redes, decretando uma nova igualdade no placar.

A lambança de Fabiano tirou o ímpeto do Inter nos minutos finais. Odair ainda colocou em campo, Rossi, Wellington Silva e Jonatan Álvez e teve uma boa chance de fazer o terceiro com Rodrigo Moledo, de cabeça. O Santos, no entanto, tinha Vanderlei, que garantiu o empate em 2 a 2 no Beira-Rio.

Brasileirão – 30º rodada

Inter 2

Marcelo Lomba; Fabiano (Jonatan Álvez), Rodrigo Moledo, Victor Cuesta e Iago (Wellington Silva); Rodrigo Dourado, Edenílson, Patrick, D’Alessandro e Nico López; Leandro Damião (Rossi).

Técnico: Odair Hellmann

Santos 2

Vanderlei; Victor Ferraz, Luiz Felipe, Gustavo Henrique e Dodô; Alison (Bryan Ruíz), Diego Pituca e Carlos Sánchez; Rodrygo (Derlis González), Gabriel e Bruno Henrique (Renato).

Técnico: Cuca

Gols: Damião (43min/1ºT) e Patrick (25min/2ºT), para o Inter; Gabriel (5min/2ºT) e Fabiano, contra (33min/2ºT)

Cartões amarelos: Gustavo Henrique, Bruno Henrique e Luiz Felipe (S); Nico López (I).

Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG).

Público: 39.136 pagantes (43.159 no total).

Local: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS).

 

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Condutor de 26 anos saiu ileso do acidente

Ao menos 450 pessoas ficaram feridas na série de atentados contra igrejas e hotéis de luxo

A chuva deve se concentrar do Centro para o Norte do Estado

Crime teria ocorrido na frente do filho da vítima, e seu companheiro é o principal suspeito