Giro do Vale / Geral / País

Governador do Rio de Janeiro é preso em nova etapa da Lava Jato

Agentes da Polícia Federal cumpriram mandado contra o político nas primeiras horas da manhã desta quinta-feira no Palácio Laranjeiras

Foto: Valter Campanato / Agência Brasil

O governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão (MDB), foi preso pela Polícia Federal nas primeiras horas da manhã desta quinta-feira. A ordem partiu do ministro Felix Fischer, do Superior Tribunal de Justiça (STJ) e envolve um processo da Lava Jato que tramita na Corte. Pezão foi preso no Palácio Laranjeiras, residência oficial do governador. Agentes da Polícia Federal também cumpriram mandados de busca e apreensão no Palácio Guanabara, sede do Executivo estadual.

A prisão foi determinada acom base na delação premiada de Carlos Miranda, operador financeiro do ex-governador Sergio Cabral, antecessor de Pezão.

De acordo com as investigações, o governador recebia mesada de R$ 150 mil quando era vice de Cabral, entre 2007 e 2014. O delator ainda detalhou o pagamento de 13º de propina e de bônus ao político. Pezão será levado para a sede da Polícia Federal na região portuária da capital fluminense.

Há ainda mandados contra o ex-secretário de Obras do estado do Rio, Hudson Braga, e dois homens apontados como operadores de um complexo esquema de segurança. Pezão é o terceiro governador do Rio de Janeiro preso e o primeiro em cumprimento do mandato. Os ex-governadores Anthony Garotinho e Sergio Cabral foram presos. Também foram detidos, anteriormente, o presidente da Assembleia Legislativa do Rio, Jorge Picciani (MDB) e vários parlamentares da Casa.

O R7 ainda tenta contato com a defesa de Pezão e com o governo do Rio de Janeiro.

 

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

As causas da morte ainda são desconhecidas

A restituição ficará disponível no banco durante um ano

Dois homens suspeitos de terem participado do assalto foram presos pela BM

Municípios das regiões Oeste, Sul e Centro do Estado podem ter geada