Giro do Vale / País / Política

Michel Temer sanciona reajuste a ministros do STF

Com aumento, ministro Luiz Fux revogou auxílio-moradia para juízes

Foto: Nelson Júnior / STF

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luiz Fux revogou nesta segunda-feira, dia 27, liminar proferida por ele, em 2014, que garantiu o pagamento do auxílio-moradia para juízes de todo o país. Com a decisão, integrantes do Ministério Público, Defensoria Pública e tribunais de contras também devem ser afetados e perder o benefício.

A decisão somente deve valer após o aumento para os ministros do STF, sancionado nesta segunda-feira pelo presidente Michel Temer, começar a ser pago.

A decisão fez parte de um acordo informal feito por Fux, relator dos casos que tratam sobre o auxílio, o presidente do STF, Dias Toffoli, e o presidente Michel Temer, para garantir a sanção do aumento e cortar o pagamento do auxílio com objetivo de diminuir o impacto financeiro nos cofres públicos.

Em 2014, o pagamento do benefício foi garantido por Fux, ao deferir duas liminares determinando que os tribunais fossem notificados para iniciarem o pagamento do benefício, atualmente de R$ 4,3 mil, por entender que o auxílio-moradia está previsto na Lei Orgânica da Magistratura (Loman – Lei Complementar 35/1979).

 

Correio do Povo

Comentários

  1. Anônimo disse:

    bla.bla bla mais um bla.e mais um tapa na cara do povo

Publicidade

Últimas Notícias

Dos 57 casos contabilizados pela Secretaria Municipal de Saúde, 43 já são considerados recuperados

Governo ainda discute qual o valor poderá ser repassado

Eles relataram aos policiais que recebiam apenas R$ 10 por semana

Estão sendo depositados R$ 2 bilhões para 901.077 contribuintes