Giro do Vale / Geral / Saúde

Ministério da Saúde lançará edital para preencher vagas de cubanos

Pasta dará prioridade a profissionais formados no Brasil

Foto: Divulgação

O Ministério da Saúde anunciou nesta quarta-feira que vai lançar um edital nos próximos dias para médicos que queiram ocupar as vagas a serem deixadas pelos profissionais cubanos que integram o programa Mais Médicos. “Será respeitada a convocação prioritária dos candidatos brasileiros formados no Brasil, seguida de brasileiros formados no exterior”, diz a nota encaminhada à imprensa.

A pasta recebeu, pela manhã, o comunicado da Organização Pan-Americana de Saúde (Opas), no qual o governo cubano informa que vai deixar de participar do programa. “O governo federal está adotando todas as medidas para garantir a assistência dos brasileiros atendidos pelas equipes da Saúde da Família que contam com profissionais de Cuba”, informou.

O Conselho Federal de Medicina (CFM) se manifestou sobre o anúncio do governo de Cuba. Em nota divulgada à imprensa, afirma que o Brasil conta com médicos formados em número suficiente para atender às demandas da população. “Para estimular a fixação dos médicos brasileiros em áreas distantes e de difícil provimento, o governo deve prever a criação de uma carreira de Estado para o médico, com a obrigação dos gestores de oferecerem o suporte para sua atuação, assim como remuneração adequada”, aponta a nota divulgada pelo conselho. O texto ressalta que cabe ao governo oferecer aos médicos brasileiros condições adequadas para atender à população.

Prefeitos de todo país lançaram apelo para a manutenção do programa. A Secretaria da Saúde de Porto Alegre informou que conta com os serviços de 14 médicos cubanos, num total de 117 ligados ao Mais Médicos. “Caso a saída desses profissionais se confirme, algumas Unidades Básicas de Saúde ficarão com menor número de médicos até que a prefeitura consiga repor as vacâncias”, alerta em nota.

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Corpo estava próximo ao Rancho Bonanza

Trio armado rendeu as duas pessoas que estavam no veículo

Regiões mais afetadas são monitoradas pela RGE e pela RGE Sul