Giro do Vale / Estado / Política

Piratini encaminha projeto de lei para parcelamento do 13º salário

Número de parcelas ainda não foi definido e dependerá do fluxo de caixa.

Foto: Divulgação

O Palácio Piratini vai encaminhar para Assembleia Legislativa, nesta terça-feira, projeto de lei para autorizar o pagamento parcelado do 13° salário do funcionalismo estadual em 2018. Novamente, a gestão de José Ivo Sartori vai remeter ao Legislativo uma proposta de parcelamento. O Projeto de Lei Complementar (PLC) autoriza os servidores a contraírem empréstimo no Banrisul ou em outras instituições financeiras, com os valores e juros quitados pelo Piratini. O número de parcelas ainda não foi definido e dependerá do fluxo de caixa.

A proposta estabelece ainda indenização aos servidores, de 1,50% ao mês “sobre o saldo não pago, creditado juntamente com o valor total ou parcial da referida gratificação”. Como se trata de um PLC, o governo precisa de maioria simples em plenário. A proposta abrange tanto os servidores da ativa quanto os inativos. Em média, a folha do 13° gira em torno de R$ 1,3 bilhão.

A crise financeira vivida pelo Estado foi alegada como justificativa para envio da matéria. “Uma medida excepcional diante das circunstâncias econômico-financeiras do Poder Executivo, e tem como intuito evitar prejuízos aos servidores públicos estaduais e, consequentemente, ao próprio Estado. Desde 2015, a atual gestão parcelou os salários do funcionalismo em 35 oportunidades.

Em dezembro de 2015, a Assembleia aprovou parcelamento do 13° em seis vezes, porém graças à venda da folha do funcionalismo ao Banrisul, o benefício foi quitado, com atraso, em junho de 2016. Naquela ocasião, foi necessário R$ 1,3 bi para quitar a gratificação para os ativos e inativos.

Nesta segunda-feira, dia 5, Sartori também se reuniu com o governador eleito Eduardo Leite (PSDB) para tratar da transição de governo

 

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

O Fiat Uno azul, placa IGJ 8492, de Arroio do Meio teve perda total

veículo estava abandonado na Rua Henrique Schmidt, bairro São Francisco

Teste do bafômetro acusou 0,67 miligramas de álcool por litro de ar expelido

Após registro na Delegacia de Polícia, o indivíduo foi recolhido ao presídio