Giro do Vale / Destaque / Estado / Polícia

Vice-governador Ranolfo Vieira Júnior será o secretário de Segurança Pública do RS

Delegada Nadine Anflor foi anunciada como a nova Chefe de Polícia

Foto: Divulgação

O vice-governador eleito Ranolfo Vieira Júnior (PTB) será o secretário de Segurança Pública do Rio Grande do Sul no primeiro ano da gestão que terá início em 1º de janeiro. O anúncio foi feito na tarde desta quinta-feira pelo governador eleito Eduardo Leite (PSDB), na sede da transição, na Procergs, em Porto Alegre. Ranolfo é delegado da Polícia Civil gaúcha desde 1998 e foi chefe de Polícia do Estado entre 2011 e 2014, durante a administração do governador petista Tarso Genro.

Conforme Leite, Ranolfo deverá acumular as funções de secretário e vice no prazo estipulado em um ano para que seja o responsável pela implementação da estratégia de segurança pública idealizada pelo futuro governo.

A prioridade, segundo o futuro secretário, será a retirada da administração penitenciária de dentro da estrutura administrava de segurança pública para que se torne uma secretaria independente. O desmembramento, indicou, ocorrerá inicialmente com a reestruturação administrativa da área penitenciária e se consolidará através de projeto de lei a ser encaminhado à Assembleia Legislativa para oficializar a separação.

Leite revelou que pretende viabilizar investimentos na área penitenciária acessando recursos do Fundo Penitenciário Nacional e também através da realização de parcerias público-privadas. “Não adianta termos um sistema de segurança mais eficiente, capaz de combater mais efetivamente a criminalidade e encarcerar mais criminosos que ameaçam a segurança da população, se não houver a capacidade de prender estes criminosos”, apontou Eduardo Leite, na coletiva após o anúncio.

Ranolfo, por sua vez, acrescentou que pretende também adotar nova visão sobre segurança no RS. “Segurança não se faz apenas colocando mais polícia nas ruas. É preciso ter uma atuação firme no enfrentamento da criminalidade, mas também é necessário ter uma visão inteligente sobre prevenção”, afirmou.

Eduardo Leite disse que entre as estratégias constam planos para identificar ambientes conflagrados pela ação de criminosos e atingidos por vulnerabilidade social. “Vamos buscar atuar nestas comunidades, com programas sociais, principalmente voltados para o suporte a crianças e adolescentes, com educação em tempo integral e atividades em turno inverso ao da escola”, exemplificou.

Ranolfo prometeu inovar no processo de integração entre as forças de segurança, inclusive com parcerias com as guardas municipais e as polícias federais, além de realizar um mapeamento do crime no Estado.

 

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Condutor de 26 anos saiu ileso do acidente

Ao menos 450 pessoas ficaram feridas na série de atentados contra igrejas e hotéis de luxo

A chuva deve se concentrar do Centro para o Norte do Estado

Crime teria ocorrido na frente do filho da vítima, e seu companheiro é o principal suspeito