Giro do Vale / Esporte / Inter

Fora de casa, Inter perde por 2 a 0 para o São José

Time de Odair Hellmann volta a campo na quarta-feira, dia 30, contra o Veranópolis

Foto: Ricardo Duarte / Inter / Divulgação

Com um time formado basicamente por reservas, o Inter perdeu para o São José, por 2 a 0, neste domingo, no estádio Passo D’Areia. Com extremas dificuldades para criar jogadas ofensivas e pecando defensivamente, os comandados de Odair Hellmann conseguiram poucas finalizações e sofreram um gol em um belo chute da intermediária e outro de cabeça, em uma cobrança de falta, dentro da pequena área, no segundo tempo.

Com o resultado, o Colorado chega a segunda derrota consecutiva e ocupa a oitava colocação com três pontos, em nove disputados. Já o Zequinha é o segundo com seis pontos.

O Inter volta aos gramados na quarta-feira, às 19h15min, contra o Veranópolis, Antônio David Farina, pela quarta rodada do Campeonato Gaúcho. Já o São José enfrenta o Pelotas, na Boca do Lobo, no mesmo dia, mas às 20h30min.

Calor, “balões” e poucas oportunidades de gol

Com 34º C de temperatura e 39º C de sensação térmica, o jogo começou com as duas equipes estudando bastante os adversários e aproveitando qualquer espaço no gramado, em especial pelas laterais, para tentar levar perigo aos goleiros. A primeira chance de gol ocorreu aos oito minutos em cobrança de falta de Rafael Sobis. O atacante cobrou a bola parada próximo a meia lua e obrigou Fábio a tapear pela linha de fundo.

Até os 15 minutos, quando Jean Pierre Lima paralisou o jogo para a primeira hidratação dos jogadores, o Colorado dominava as ações ofensivas, entretanto sem conseguir furar o bloqueio defensivo do Zequinha e também sem sofrer com as tentativas de contra-ataque dos donos da casa. Dois minutos depois, Sobis chutou da entrada da área, a bola desviou em um marcador e sobrou para Patrick, que chutou de primeira. Fábio salvou mais uma vez com uma excelente defesa.

A partir dos 20, o São José passou a ter maior domínio da posse de bola, mas não conseguia furar o bloqueio defensivo do jovem time alternativo do Inter. Já o Inter mudou. Odair começou o jogo com Neilton pela esquerda e Wellington Silva pela direita, porém, após a primeira paralisação para hidratação, os atacantes alternaram de lado e a equipe caiu em rendimento. Principalmente, pela intensidade das parcerias, com os meias Patrick, pela esquerda, mais intenso, e Lindoso, pela direita, dosando mais a movimentação de subir para o ataque e retornar para a defesa.

Na parte final do primeiro tempo, o desempenho foi o mesmo e nenhuma chance de gol foi criada. Sem espaços e como os dois times cansados, a opção foi tentar a ligação direta. Nem mesmo com os quatro minutos de acréscimos, devido às duas paralisações para hidratação, as oportunidades foram criadas.

Desempenho ruim do Inter e gol sofrido na bola parada

Na segunda etapa, Odair Hellmann alterou o posicionamento de Lindoso, que passou a ser primeiro volante, com Rithely atuando pela direita do tripé de volantes. Neilton também teve o posicionamento alterado, passando a jogar pelo centro do gramado, mais próximo de Sobis e com Patrick pela esquerda.

Porém, a primeira chance de gol do segundo tempo foi do Zequinha. Aos dois minutos, Márcio Jonatan passou por Bruno José e Klaus, invadiu a área e bateu rente ao travessão de Lomba. Dois minutos depois, Tavares arriscou da intermediária, a bola quicou dentro da área e Lomba fez nova defesa. Aos 10, Márcio Jonatan acertou um belo “sem pulo” da intermediária e a bola foi parar um pouco abaixo do ângulo direito de Lomba. Golaço: São José 1 a 0 Inter.

Um minuto depois, Tavares chutou de fora da área, a bola quicou dentro da área e Lomba empurrou pela linha de fundo. Até os 20, o Inter não conseguiu criar jogadas ofensivas e o São José trocava passes dentro do campo do Colorado na espera por espaços. Quando eles não apareciam, o time da zona Norte de Porto Alegre arriscava de fora da área. Tréllez estreou com a camisa do Inter aos 21 na vaga de Wellington Silva.

Apesar das dificuldades de criação do meio de campo, Odair Hellmann optou por colocar quatro atacantes e o rendimento não se alterou. Parede e Neilton tinham a obrigação de retornar para fechar o meio de campo, que só tinha Patrick e Lindoso, já que Rithely passou a ser lateral direito.

Aos 35, Sarrafiore entrou na vaga de Sobis. Um minuto depois, Neilton derrubou o marcador próximo a linha de fundo, pela esquerda de ataque. Após cobrança, aos 36, Tássio, entre os dois zagueiros do Inter, cabeceou no canto inferior direito de Lomba e ampliou. Após a saída de bola, Sarrafiore arriscou um chute, mas a bola saiu longe.

Parede e Sarrafiore deram maior volume de jogo ofensivo ao Inter, mas nem assim o Colorado levou perigo ao adversário e descontar. Aos 46, Parede cobrou falta pela esquerda, próximo a grande área, a bola desviou no marcador e saiu perto da meta do Zequinha. Apesar de melhorar um pouco, os comandados de Odair Hellmann não conseguiram marcar e sofreram a segunda derrota consecutiva.

Gauchão – 3ª rodada

São José 2

Fábio; Márcio Lima, Éverton Alemão (Jesus), Wagner e Tássio; Dudu Mandai, Matheusinho, Zotti, Márcio Jonatan; Rafael Tavares e Tiago Pará.

Técnico: Rafael Jaques

Inter 0

Marcelo Lomba; Bruno José (Guilherme Parede), Klaus, Roberto e Iago; Rithely, Lindoso, Patrick, Neilton e Wellington Silva (Tréllez); Rafael Sobis.

Técnico: Odair Hellmann.

Gols: Márcio Jonatan (10min/2ºT) e Tássio (36min/2ºT)

Cartões amarelos: Rodrigo Lindoso, Sarrafiore e Neilton (I)

Cartões vermelhos: –

Árbitro: Jean Pierre Lima

Auxiliares: Rafael da Silva Alves e Max Augusto Guimarães Vioni

Local: Estádio Passo D’Areia, em Porto Alegre.

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Comunidade escolar procurou a polícia após ameaças feitas em redes sociais fazendo analogia ao massacre ocorrido em Suzano

A Brigada Militar chegou ao local e conseguiu imobilizar o indivíduo

Retirada foi feita cerca de duas semanas após o sorteio

Vítima estava na carona de uma motocicleta que colidiu com um carro