Giro do Vale / Anta Gorda / Polícia

Justiça concede habeas corpus a suspeito de envolvimento no caso Potrich

O bancário está desaparecido desde o dia 13 de novembro de 2018

Após uma semana preso, o desembargador Honório Gonçalves da Silva Neto, da 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul, atendeu o pedido da defesa, e concedeu habeas corpus para o suspeito de envolvimento no caso do desaparecimento do gerente do Sicredi de Anta Gorda, Jacir Potrich.

O advogado Paulo Olímpio Gomes de Souza afirma que, por se tratar de uma prisão temporária, sem risco de fuga ou atrapalhar o desenvolvimento do inquérito, e sem que existam provas concretas – segundo o advogado, não há motivo para mantê-lo preso por mais de cinco dias. O suspeito foi pego em Capão da Canoa, na quarta-feira, dia 23.

Durante a terça-feira, dia 29, o delegado responsável pelo caso, Guilherme Pacífico, deu início a uma nova fase do inquérito. Foram realizadas as primeiras oitivas de pessoas ligadas ao suspeito. Em depoimento, a mulher do dentista afirmou que não viu ou ouviu nada suspeito no condomínio. A mulher acredita que o marido não tem envolvimento no caso. O bancário está desaparecido desde o dia 13 de novembro de 2018.

Grupo Independente



Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Com os presos a polícia encontrou R$ 740 em notas de R$ 20 falsificadas

Dupla chegou ao local do crime e disparou ao menos cinco tiros na direção da vítima

Estado teve 17,5 mil solicitações do benefício em janeiro, maior número para o mês em 10 anos