Giro do Vale / Estado / Geral

Piratini garante horas-extras dos servidores da Segurança

Delegado Ranolfo Vieira Júnior coordenou primeira reunião do setor no novo governo

Foto: Rodrigo Ziebell / SSP / Divulgação

Em meio à polêmica da suspensão das horas extras, o vice-governador e secretário de Segurança Pública, delegado Ranolfo Vieira Júnior, coordenou, nesta quinta-feira, a primeira reunião com dirigentes das instituições vinculadas e diretores de departamento da Secretaria de Segurança Pública, como titular da pasta. O encontro teve como pauta a apresentação das diretrizes da nova administração estadual e o encaminhamento das demandas consideradas prioritárias.

Horas antes, o chefe do Estado Maior da BM, coronel Marcus Vinicius Sousa Dutra, tinha enviado e-mail aos comandantes de batalhões informando que as horas extras estavam suspensas este mês até segunda ordem. Mais tarde, as secretarias da Fazenda, Planejamento e Segurança Pública vieram a público afirmar que o decreto do governador, que estabelece contenção de despesas da administração direta, prevê “excepcionalidade em relação a algumas áreas consideradas essenciais. Entre elas, está a Segurança Pública”.

A nota termina com o governo “assegurando que não haverá suspensão no pagamento de horas extras a servidores da área da Segurança, sem que haja prejuízo ao esforço de ajuste fiscal nas contas do Estado e garantindo a prestação do serviço à população”.

Ranolfo determinou, durante a reunião, uma análise minuciosa dos decretos para contenção de custos assinados pelo governador, visando à elaboração de estratégias que garantam a manutenção dos serviços. “Sabemos que cada instituição possui as suas particularidades. Por isso, trabalharemos individualmente as diferentes necessidades”, afirmou ele.

Na próxima semana, cada órgão apresentará o seu diagnóstico e o planejamento estratégico para 2019. As reuniões serão realizadas na SSP, com o acompanhamento da equipe técnica da secretaria. O encontro contou com a presença da chefe da Polícia Civil, delegada Nadine Anflor, do comandante-geral da BM, Mario Ikeda, da diretora-geral do IGP, Heloísa Kuser, do comandante-geral do Corpo de Bombeiros Militar, coronel César Eduardo Bonfanti, e do diretor-geral do Detran Rio Grande do Sul, Paulo Kopschina.

 

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Retirada foi feita cerca de duas semanas após o sorteio

Vítima estava na carona de uma motocicleta que colidiu com um carro

Umidade favorece períodos de maior nebulosidade durante o dia

Polícia Civil apreendeu arma e munição na manhã desta quinta-feira na casa da investigada