Giro do Vale / Estado / Geral

Piratini garante horas-extras dos servidores da Segurança

Delegado Ranolfo Vieira Júnior coordenou primeira reunião do setor no novo governo

Foto: Rodrigo Ziebell / SSP / Divulgação

Em meio à polêmica da suspensão das horas extras, o vice-governador e secretário de Segurança Pública, delegado Ranolfo Vieira Júnior, coordenou, nesta quinta-feira, a primeira reunião com dirigentes das instituições vinculadas e diretores de departamento da Secretaria de Segurança Pública, como titular da pasta. O encontro teve como pauta a apresentação das diretrizes da nova administração estadual e o encaminhamento das demandas consideradas prioritárias.

Horas antes, o chefe do Estado Maior da BM, coronel Marcus Vinicius Sousa Dutra, tinha enviado e-mail aos comandantes de batalhões informando que as horas extras estavam suspensas este mês até segunda ordem. Mais tarde, as secretarias da Fazenda, Planejamento e Segurança Pública vieram a público afirmar que o decreto do governador, que estabelece contenção de despesas da administração direta, prevê “excepcionalidade em relação a algumas áreas consideradas essenciais. Entre elas, está a Segurança Pública”.

A nota termina com o governo “assegurando que não haverá suspensão no pagamento de horas extras a servidores da área da Segurança, sem que haja prejuízo ao esforço de ajuste fiscal nas contas do Estado e garantindo a prestação do serviço à população”.

Ranolfo determinou, durante a reunião, uma análise minuciosa dos decretos para contenção de custos assinados pelo governador, visando à elaboração de estratégias que garantam a manutenção dos serviços. “Sabemos que cada instituição possui as suas particularidades. Por isso, trabalharemos individualmente as diferentes necessidades”, afirmou ele.

Na próxima semana, cada órgão apresentará o seu diagnóstico e o planejamento estratégico para 2019. As reuniões serão realizadas na SSP, com o acompanhamento da equipe técnica da secretaria. O encontro contou com a presença da chefe da Polícia Civil, delegada Nadine Anflor, do comandante-geral da BM, Mario Ikeda, da diretora-geral do IGP, Heloísa Kuser, do comandante-geral do Corpo de Bombeiros Militar, coronel César Eduardo Bonfanti, e do diretor-geral do Detran Rio Grande do Sul, Paulo Kopschina.

 

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

O espaço da sala de recuperação do bloco cirúrgico passa a funcionar como uma UTI Intermediária Covid 19

Ele assina contrato até dezembro de 2022

Lote deve chegar ao Aeroporto Salgado Filho no período da manhã

Hospital São José apresenta lotação dos 10 leitos disponíveis para UTI Covid