Giro do Vale / Destaque / Polícia / Taquari

Mulher suspeita de estelionato e lavagem de dinheiro, é presa em Taquari

Ela teria aberto dezesseis empresas de fachada, com inclusão de pessoas desconhecidas como sócias

Foto: Divulgação / Polícia Civil

Na manhã desta quinta-feira, dia 14, a Polícia Civil, por meio da Delegacia de Polícia de Taquari, prendeu preventivamente uma mulher suspeita de estelionato e lavagem de dinheiro.

 A ação ocorreu na Rua Timoteo Junqueira, Bairro Colônia Vinte, e é fruto de investigação iniciada há cerca de quatro anos. Até agora, foi confirmada a abertura de 16 empresas de fachada, tudo com suspeita de intermediação da presa, com inclusão de pessoas como sócias que sequer tinham noção do fato. Através das empresas de fachada, eram adquiridos veículos e outros bens, contraídos empréstimos, entre outras práticas.

Segundo as investigações até o momento já se constatou prejuízo superior a duzentos mil reais entre aquisições por essas empresas ou por fraudes bancárias.

Foram cumpridos mandados de busca e apreensão na casa da suspeita e também na residência de seu irmão, em Porto Alegre, diligências estas realizadas pela 14ª Delegacia de Porto Alegre, que prestou apoio à DP de Taquari. Diversos documentos e um veículo foram apreendidos durante as buscas.

Polícia Civil

Comentários

  1. Anônimo disse:

    Temos que saber o nome da vagabunda para ficarmos atentos para um próximo golpe

  2. Solange disse:

    Estamos precisando de ajuda.p combater o tiroteio n vila São Francisco.

  3. Tânia Beatriz disse:

    Já era Taquari cidade tranquila meu Deus

  4. João Carlos de Oliveira disse:

    Hoje em dia tudo se descobre quando polícia tem como trabalhar

  5. Anônimo disse:

    Essa pilantra já é conhecida de muito tempo em taquari, já faz muito tempo que ela vive disso no mínimo uns 10 anos a polícia e ministério público sempre fizeram vista grossa. Acho que esse 200mil é peixe pequeno estimo em mais de dez milhões, na maioria dos casos as pessoas aliciadas são conivente, somente um conhecido meu teria tido um rombo de 350 mil e teria ganho 10 mil em uma transação por emprestar a carteira de trabalho e documentos para o estelionato bancário. E assim por diante conheço vários que fizeram isso com ela.

  6. Annnnnnn disse:

    Mais gente vai cair tbm não é só ela tem mais gente na cidade envolvido

  7. Sílvia disse:

    Qual o nome desta pessoa. Onde teve comércio?

Publicidade

Últimas Notícias

Brigadiano teve fratura frontal do crânio. Ele está internado na UTI. Fato ocorreu após o Gre-Nal

Colisão envolveu um Tempra de Caxias do Sul e um Corsa de Pato Branco-PR

Sexta-Feira Santa pode ter chuva isolada em alguns pontos do Estado

Um adolescente também foi levado à Delegacia para ser ouvido