Giro do Vale / Destaque / Estado / Geral

Viagem Segura do Carnaval se estende desta sexta até a quarta-feira

Operação chega à sua 100ª edição no Carnaval 2019

A Operação Viagem Segura chega à sua centésima edição neste Carnaval, quando os órgãos de trânsito estarão mobilizados para um feriadão sem acidentes. Serão seis dias de fiscalização ostensiva, reunindo esforços de Detran-RS, Polícia Rodoviária Federal, Brigada Militar e seu Comando Rodoviário, desde a zero hora de sexta, dia 1º, até a meia noite de quarta, dia 6.

Os parceiros estarão realizando fiscalização orientada contra excesso de velocidade, ultrapassagem em local proibido e embriaguez. Serão, pelo menos, 2.280 policiais em ação, com 786 viaturas em pontos estratégicos do Estado do Rio Grande do Sul e 80 etilômetros.  A Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR) contará com mais atendentes nas suas praças de pedágio, veículos de apoio para garantir a fluidez do tráfego e ambulâncias para prestar atendimento aos usuários das rodovias. Bombeiros militares e voluntários também estarão de sobreaviso para situações de emergência.

Além da fiscalização nas rodovias, também no Litoral e nos 34 municípios conveniados à Balada Segura as equipes estarão trabalhando para prevenir acidentes provocados pelo consumo de álcool.

Mortes no trânsito

Segundo levantamento realizado pelo Detran-RS, entre 2007 e 2018, nos 15 feriados ou datas festivas em que é realizada a operação, a média apontada é de 6,35 mortes por dia. No de Carnaval, a média diária é um pouco mais baixa: 5,47 mortes. Foram 394 vidas perdidas nos últimos 12 anos, o que representa dizer que uma pessoa perde a vida a cada 4 horas e 23 minutos nesse feriadão.

No ano passado, foram 35 vítimas fatais durante os seis dias de operação, considerando as que vêm a óbito até 30 dias pós-acidente. Avaliando a média geral da acidentalidade no Estado, a análise aponta que 61,2% das vítimas fatais foram oriundas de acidentes que ocorreram nas rodovias, contra 38,8% nas vias municipais.

Sobre a Viagem Segura

Com sete anos completados no último feriado de 15 de novembro, a Operação tem como principais parceiros Polícia Rodoviária Federal (PRF), Brigada Militar e Comando Rodoviário da BM (CRBM), Detran-RS e Polícia Civil. Também colaboram órgãos de trânsito municipais (EPTC na Capital), ANTT, DNIT, Cetran/RS, Daer, EGR, Famurs, além de representantes da sociedade civil organizada, como o Lions Club e o Instituto Zero Acidente.

Com as ações educativas, os órgãos de trânsito e seus parceiros alertam para a importância de se cumprir a lei. Mas para aqueles que optarem por comportamentos que coloquem em risco os demais, a fiscalização é atuante.  Nas 99 edições já realizadas até o momento, mais de 5,5 milhões de veículos foram fiscalizados e 232,5 mil testes de etilômetro aplicados. Foram registradas mais de um milhão de infrações, sendo mais de 20,1 mil autuações por embriaguez, incluindo as recusas ao teste do bafômetro. A fiscalização também recolheu 93,1 mil veículos e 25,8 mil carteiras de habilitação irregulares.

Detran-RS

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Três veículos se envolveram no acidente na altura do Km 344, próximo ao Guinhos Sansão

A vítima foi espancada, torturada, jogada em um terreno baldio e queimada

Com a colisão, a carreta ficou atravessada na rodovia. O trânsito chegou a ficar interrompido em ambos os sentidos

Uma van do transporte universitário de Boqueirão do Leão, com destino a Lajeado, e uma Saveiro e uma Saveiro se envolveram no acidente