Giro do Vale / Destaque / País / Polícia

Dupla invade escola e mata pelo menos 10 pessoas a tiros, no interior de SP

Dois jovens encapuzados invadiram instituição de ensino e abriram fogo contra estudantes e funcionários

Foto: Reprodução

Ao menos dez pessoas morreram em um tiroteio ocorrido na manhã desta quarta-feira na Escola Estadual Raul Brasil, em Suzano, na região Metropolitana de São Paulo. Segundo informações da Polícia Militar, dois jovens vestidos com balaclavas invadiram a instituição de ensino e abriram fogo contra estudantes e funcionários. Oito pessoas teriam sido mortas a tiros pelos atiradores, que logo em seguida teriam cometido suicídio, totalizando as dez vítimas fatais. Alunos e duas coordenadoras estariam entre os mortos.    

Os dois jovens estavam encapuzados no momento dos disparos, que teriam ocorrido durante o intervalo. O governo do estado de São Paulo informou que 10 pessoas ficaram feridas no tiroteio. Há ainda a informação de que existe um artefato explosivo dentro da escola. O Grupo de Ações Táticas Especiais está fazendo a verificação. 

A Polícia Militar relatou ainda que todo o efetivo da 1ª Companhia do 32º Batalhão de Suzano foi destacado para ir até o local. As equipes da Guarda Civil Metropolitana e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foram enviadas para a escola. Treze peritos foram designados para trabalhar na cena do crime. 

Em nota, a prefeitura de Suzano informou que o Pronto Socorro Municipal já recebeu crianças com ferimentos leves e os feridos com maior gravidade estão sendo encaminhados ao Hospital Luzia de Pinho Melo, em Mogi das Cruzes, e ao Hospital Santa Marcelina, em Itaquaquecetuba. 

Abrigo após disparos 

Informações iniciais indicam ainda que ao menos 30 tiros foram ouvidos por moradores das redondezas. A professora Sandra Perez falou sobre o ataque. “Foi às 9h30. Ouvimos disparos. Estava na sala de aula, na hora do intervalo. Pensei que fossem bombas. Quando eu percebi que eram tiros fiquei lá. Só saí quando os policiais chegaram, 20 minutos depois”, contou. Uma vizinha da instituição teria abrigado ao menos quatro alunos que conseguiram pular o muro da escola e escapar dos disparos. 

O governador de São Paulo, João Doria, informou, por meio de nota, que assim que foi avisado que havia alunos feridos dentro da Escola Estadual Raul Brasil, cancelou a agenda e se dirigiu ao local para acompanhar o trabalho de resgate e atendimento aos feridos. 

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

A vítima chegou a ser encaminhada para atendimento no Hospital São Gabriel Arcanjo, em Cruzeiro, mas não resistiu e faleceu

O carro foi praticamente todo consumido pelo fogo, mas ninguém ficou ferido

Nos aspirantes o Largados terminou na ponta. No próximo final de semana já começam os jogos das semifinais

A temperatura estará acima da média desta época do ano