Giro do Vale / Estado / Polícia

Polícia prende suspeitos de queimarem homem vivo em Porto Alegre

A vítima foi espancada, torturada, jogada em um terreno baldio e queimada

Foto: Reprodução

A Polícia Civil realizou uma operação, no domingo, dia 17, para prender suspeitos investigados por torturar e queimar um homem, em janeiro deste ano, em Porto Alegre. De acordo com os policiais, dez pessoas foram presas e um menor, apreendido. Outras dez seguem foragidas. O objetivo da operação, que recebeu o nome de Matriarcado, foi localizar e prender 20 pessoas que estariam envolvidas na morte de Josiano Jonatas de Mello, de 35 anos. Câmeras de segurança registraram o assassinato.

O homem foi espancado, torturado, jogado em um terreno baldio e queimado. Segundo a polícia, após Josiano ter sido acusado pela ex-companheira de ter abusado da filha deles, de 12 anos, ele foi submetido a uma espécie de “tribunal do tráfico”. O suposto estupro teria acontecido por volta das 17h30 de 13 de janeiro.

G1

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Substância estava no fundo falso de um caminhão abordado na BR 386; um homem foi preso

O choque aconteceu por volta das 16h50 da última segunda-feira, dia 27

Inscrições estavam previstas para começar nesta terça-feira

Veículo colidiu contra a proteção metálica e caiu de uma altura de 10 metros