Giro do Vale / Estado / Geral

Terça-feira tem alerta de temporal

Região Metropolitana e Serra são áreas onde há risco de deslizamentos devido ao solo encharcado

Foto: Juliano Beppler da Silva / Giro do Vale

Nesta terça-feira, dia 16, a chuva é mais forte no norte, nordeste e leste do Rio Grande do Sul. Nessas áreas, as precipitações duram até o período da tarde, em especial no extremo nordeste, o que inclui Porto Alegre e também as regiões serranas. De acordo com a Somar Meteorologia, o risco para alagamentos e deslizamentos permanece maior nestas áreas, pois os acumulados já foram elevados e o solo está encharcado. Estão previstos mais de 50 mm em diversas cidades na metade do dia.

A Defesa Civil emitiu, no início da noite desta segunda-feira, dia 15, alerta para a possibilidade de temporais em diversos pontos do Rio Grande do Sul. A nota indica possibilidade de chuva intensa, rajadas de vento e queda de granizo. 

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) também alerta para possibilidade de acumulados entre 50 mm e 60 mm, queda de granizo, trovoadas e vento acima de 60 km/h na Região Metropolitana, Serra e Litoral Norte.

Na Capital, a chuva diminui de intensidade à tarde. Devido ao tempo mais fechado, as temperaturas não sobem muito ao longo do dia.

Na quarta-feira, dia 17, o tempo volta a abrir em todo o Rio Grande do Sul. Assim, a amplitude térmica aumenta, ou seja, a manhã fica mais fria e a tarde, mais quente. Além disso, o dia pode começar com nevoeiro nas regiões centrais e leste, incluindo os aeroportos de Santa Maria, Pelotas, Caxias do Sul e de Porto Alegre.

GaúchaZH

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Indivíduo atirou contra o próprio pai após achar que fosse um criminoso na propriedade da família, que já havia sido assaltada outras vezes

Representantes dos policiais criticaram o vice-governador Ranolfo Vieira, ao chegar à Praça da Matriz

Calor intenso pode provocar risco de chuva e temporais isolados no Estado

Protesto que ocorre nesta terça-feira deve receber mais de 30 sindicatos