Giro do Vale / Esporte / Inter

Inter vence o Flamengo com gols de Guerrero e Sarrafiore

Rubro-Negro teve gol anulado pelo VAR ainda no primeiro tempo

Foto: Ricardo Duarte / Inter / Divulgação

O Inter venceu o Flamengo, por 2 a 1, na tarde desta quarta-feira, no estádio Beira-Rio. Com as duas equipes alternando momento de domínio da posse de bola, o time de Odair Hellmann abriu o placar com Guerrero, no primeiro tempo, e Sarrafiore, na segunda etapa. O gol do Rubro-Negro foi de De Arrascaeta, com uma ligeira participação de Everton Ribeiro. 

Com o resultado, o Colorado soma os três primeiros pontos no Brasileirão e ocupa temporariamente a 12ª colocação, restando ainda sete jogos para serem concluídos. O Flamengo segue com três pontos e é o quinto. No próximo sábado, o Inter vai a São Paulo para enfrentar o Palmeiras, às 19h. Já o Flamengo irá ao Morumbi enfrentar o São Paulo, no domingo, às 16h.

D’Ale cruza e Guerrero abre o placar

O Inter aproveitou os primeiros minutos para fazer uma blitz ofensiva contra o Flamengo. E a estratégia de deixar D’Alessandro livre para a armação com Nico López pela direita deu certo aos cinco minutos. O argentino cruzou da esquerda no segundo poste e Paolo Guerrero cabeceou. A bola quicou e entrou à direita de César. A partir dos 16, Inter passou a utilizar a estratégia que era do Flamengo, ficando postado no seu campo defensivo e partindo em rápidos contra-ataques. Criou oportunidades, mas não conseguiu ampliar.

O Rubro-negro carioca empatou aos 19 minutos em cobrança de falta, mas o árbitro Flávio Rodrigues de Souza fez uso do VAR e confirmou que Rhodolfo usou o braço para levar vantagem. Mesmo com maior posse de bola, o Flamengo tentou chegar ao empate, mas não conseguiu passar pela muralha defensiva do Inter. O Colorado criou oportunidades para ampliar, mas errou nas conclusões.

Flamengo pressiona e empata

Logo a dois minutos do segundo tempo, Arrascaeta cruzou da direita de ataque, Gabriel Barbosa, de cabeça, colocou a bola no fundo da rede, mas o auxiliar Alex Ribeiro anulou por impedimento do atacante. A postura ofensiva em contraponto à defensiva do Inter acabou se transformando em gol aos 14 min. Arrascaeta levantou para Everton Ribeiro no interior da área, a bola quicou e enganou Lomba, que não conseguiu cortar. A bola morreu no fundo das redes, decretando o empate do Flamengo. 

Com o time sem reação e lento, Odair Hellmann retirou D’Alessandro e Patrick para as entradas de Sarrafiore e Guilherme Parede, aos 21 min. Um minuto depois, Nico recebeu passe de Iago e, de voleio, acertou o travessão de César. Aos 32, Sarrafiore recebeu passe de Zeca, pela direita de ataque, protegeu a bola dos marcadores, avançou para o meio do campo e bateu forte, próximo da meia lua, rasteiro no canto esquerda do César. Inter 2 a 1.

Após o gol, os dois times passaram a alternar momentos de ataque. O Colorado quase ampliou em cobrança de falta de Guerrero e um chute forte de Iago. Entretanto, não conseguiu ampliar, mas obteve a primeira vitória no Brasileirão.

Brasileirão 2019 – 2º rodada

Inter 2
Marcelo Lomba; Zeca, Rodrigo Moledo, Víctor Cuesta e Iago; Rodrigo Dourado, Edenílson, Patrick (Guilherme Parede), D’Alessandro (Sarrafiore) e Nico López (Nonato); Paolo Guerrero. Técnico: Odair Hellmann.

Flamengo 1
César; Pará, Rhodolfo, Léo Duarte e Renê; Cuéllar, Willian Arão (Lucas Silva) e Arrascaeta (Diego); Everton Ribeiro, Gabriel Barbosa e Bruno Henrique. Técnico.: Abel Braga

Gols: Guerrero (5min/1ºT) e Sarrafiore (32min/2°T) e Arrascaeta (14min/2ºT)
Cartões amarelos: Nico López, Rodrigo Dourado, Zeca (I) e Renê (F)
Cartões vermelhos: –

Arbitragem: Flávio Rodrigues de Souza (SP).
Auxiliares: Emerson Augusto de Carvalho (SP) e Alex Ang Ribeiro (SP)

Local: estádio Beira-Rio
Público: 40.588
Renda: R$ 1.759.480

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Crédito cairá na conta indicada na declaração do IR 2020

Base de cálculo para o exercício de 2021 vai ser publicada até 30 de novembro

Fim de semana pode ter muito granizo pelo Estado

Cartão vermelho de Leandro Fernández comprometeu atuação da equipe de Eduardo Coudet, que ficou no 0 a 0 na Colômbia