Giro do Vale / Destaque / Lajeado / Polícia

Operação Ipê Amarelo prende 18 pessoas, apreende arma, munição e mais de 7kg de drogas em Lajeado

Ação foi desencadeada nas unidades habitacionais do Novo Tempo I e Novo Tempo II

Foto: Polícia Civil / Divulgação

No último domingo, dia 5, uma força-tarefa reunindo policiais de diferentes instituições do Vale do Taquari e Porto Alegre realizou a Operação Ipê Amarelo, no Bairro Santo Antônio, em Lajeado. As ações iniciaram durante a madrugada e foram finalizadas no início da manhã. Em coletiva de imprensa, por volta do meio-dia, na sede do Ministério Público (MP) de Lajeado, os dados do trabalho foram retratados. Foram cumpridos um total de 48 ordens judiciais de prisões e mandados de busca e apreensão em Lajeado, deferidos pelo Poder Judiciário com acompanhamento do Ministério Público.

Ao todo, 18 pessoas foram presas, dez delas em flagrante por tráfico de drogas, além de dois foragidos do presídio que foram capturados; duas pessoas por posse de drogas; uma por posse de munição e outra por crime ambiental de aves silvestres. Duas pessoas foram autuadas por procedimento de apuração de ato infracional.

Dos detidos, cinco são mulheres, que foram conduzidas ao Presídio Feminino de Lajeado. Os outros 13, todos homens, foram encaminhados ao Presídio Estadual de Lajeado. Antes de serem encaminhadas ao sistema prisional, as 18 pessoas foram conduzidas ao Ginásio Nelson Brancher (Claudião), local onde também foram feitas as pesagens das drogas.

Foram realizados 430 procedimentos nas unidades habitacionais do Novo Tempo I e Novo Tempo II, com fiscalização e identificação de moradores. Quarenta e três mandados de busca e apreensão foram cumpridos. Os objetos apreendidos foram uma espingarda calibre 12; sete cartuchos de munição calibre 12 e 30 cartuchos de munição calibre 38.

Nas apreensões de drogas, foram dez buchas de maconha, 29 buchas de cocaína, aproximadamente 1kg de cocaína, 5kg de maconha e 620 gramas de crack. Com a quantidade de crack apreendida, segundo o delegado responsável por Lajeado, Márcio Moreno, daria para fazer 62 mil pedras da droga. Além disso, foram apreendidos oito celulares e uma balança de precisão.

Operação

Os trabalhos da polícia começaram por volta da meia-noite do sábado, dia 4, entrando pela madrugada e manhã deste domingo, dia 5. Cerca de 400 policiais da Brigada Militar (BM), Polícia Civil, Polícia Rodoviária Federal (PRF), além de servidores do Corpo de Bombeiros, Ministério Público e Justiça Estadual cumpriram os mandados de busca e apreensão. Foram utilizadas 146 viaturas, além de dois helicópteros, um da PRF e um da BM.

O objetivo da operação foi combater à violência e as organizações criminosas que atuam naquela área. No local, existem 28 blocos de apartamentos e 448 unidades residenciais, sendo 18 blocos com 228 apartamentos no Novo Tempo 1 e 10 blocos com 160 apartamentos no Novo Tempo 2.

O promotor responsável pela Comarca de Lajeado, Carlos Augusto Fiorioli, disse que a operação buscou atacar atos de violência, cometidos por integrantes de facções. “Atacarmos os atos gerais de violência, que chagavam a todas as nossas agências. E, através de um estudo muito grande feito pela Polícia Civil e Brigada Militar, nós conseguímos alcançar os juízes para o deferimento de mais de 40 mandados de busca e apreensão”, relatou o promotor.

O delegado Márcio Moreno ressaltou a importância de unir esforços em diferentes órgãos de segurança. “O ponto principal era interromper e criar um ambiente hostil ao narcotráfico, principalmente em um bairro (Santo Antônio) que sofre tanto com as consequências dessa violência. Fizemos isso com base estatísticos e apuramos qual bairro de Lajeado tinha mais ocorrências com dados de homicídios”, explica.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) participou da ação realizando quatro barreiras, que teve como resultado 63 veículos abordados e 81 pessoas fiscalizadas. Segundo o chefe da 4ª Delegacia da PRF, com sede em Lajeado, Paulo Reni, o sucesso das ações só foi possível devido ao trabalho integrado entre os órgãos da polícia. “Destacar o profissionalismo e a capacidade quase ilimitada que os nossos servidores têm de trabalhar de forma integrada. Buscando sempre soluções que superam, a nossa capacidade e o nosso conhecimento”, destacou.

Ocupações irregulares

Conforme o comandante do Comando Regional de Polícia Ostensiva do Vale do Taquari (CRPO), tenente-coronel Luis Marcelo Gonçalves Maya, a operação foi pensada para combater além das ações de violência e tráfico de drogas, mas também revolver problemas de ocupações irregulares nos condomínios.

“A Brigada Militar se responsabilizou, primeiro, pelo cercamento dos dois condomínios, pelo isolamento de todos os blocos, por participar da realização dos mandados de busca e apreensão. Mas também, especialmente, de fazer um levantamento de cada uma das economias, visitando 430 apartamentos, além dos que foram cumpridos mandados de busca e apreensão”, explica.

Facções que atuam na região

As ações se concentram contra facções que atuam na região metropolitana e capital, tendo como objetivo vários pontos importantes do grupo localizados no município de Lajeado. Conforme o promotor Fiorioli, essa migração acontece por Lajeado ser a cidade-polo da região. O nome operação (Ipê Amarelo) faz alusão a um símbolo da retomada da paz e na proteção dos frutos da cidade, principalmente ligados a crianças e adolescentes.

Um dos principais objetivos foi coibir o tráfico de drogas nas proximidades de escolas, creches, praças e quadras esportivas. Essa foi a fase 1 da operação. A segunda segunda etapa envolverá investigações econômicas, para saber onde o dinheiro do tráfico é aplicado. Já há informações sobre uma facção girando cerca de R$ 5 milhões em Lajeado. Porém, mais detalhes ainda não podem ser passados por parte da investigação.

Grupo Independente

Comentários

  1. anonimo disse:

    parabens as policias ..so pergunto e aqui em estrela nada e feito muitas mortes roubos e assaltos acontecem aqui q sao comandadas por um detento de charqueadas e tem familiares q moram no bairro marmit inclusive a mulher desse detento e quem comanda tudo aqui em estrela com varios pontos de drogas e invasao de uma area no bairro moinhos onde criam animais.

  2. Rogério José Weiss disse:

    Parabéns para a equipe policial do estado do Rio Grande do Sul pelo exelecente ttabalho, os nossos heróis de farda🚔🚔🚔🚔

Publicidade

Últimas Notícias

Atacante uruguaio já havia anunciado sua saída do clube

Jogador de 31 anos chega a Porto Alegre com contrato de dois anos

Dia começa com chuva no Oeste e no Sul, mas à tarde se espalha para o restante do Estado

Dezenas sorteadas neste sábado pela Caixa Econômica Federal foram 10, 24, 42, 43, 48 e 49