Giro do Vale / Bom Retiro do Sul / Cruzeiro do Sul / Destaque / Polícia

Preso o suspeito de tentativa de homicídio ocorrida em Bom Retiro do Sul

Acusado se apresentou na Delegacia de Polícia de Cruzeiro do Sul na tarde de segunda-feira, dia 1º

Foto: Juliano Beppler

Na tarde da segunda-feira, dia 1º, a Polícia Civil de Cruzeiro do Sul realizou a prisão do suspeito da autoria de tentativa de homicídio ocorrida no dia 25 de maio em Bom Retiro do Sul. O indivíduo de 20 anos se apresentou na Delegacia de Polícia do município na presença de seu advogado.

Após o registro da prisão, no momento em que deveria prestar depoimento sobre o crime o acusado preferiu usar o seu direito ao silêncio, e foi então recolhido ao Presídio Estadual de Lajeado. A partir da prisão, a Polícia Civil tem cinco dias para concluir e enviar o inquérito ao Judiciário, ou pedir prorrogação da prisão temporária, ou ainda sua conversão em prisão preventiva.

Relembre o crime

O indivíduo de 20 anos é suspeito de ter alvejado Paulo Rogério Braga da Rosa, o Rogerinho, 32 anos, com pelo menos oito disparos de arma de fogo na noite do dia 25 de maio, na Rua Ernesto Dorneles, nas proximidades da Escola Municipal Isabel Luiza Bittencourt.

Naquela noite a vítima foi atingida após ser abordada em via pública, por dois indivíduos que estavam a bordo de um Honda Civic de cor prata.

Rogerinho foi socorrido até o Hospital de Caridade Sant’Ana, onde recebeu os primeiros atendimentos antes de ser transferido para o Hospital São Sebastião Mártir em Venâncio Aires. Segundo o delegado Dinarte Marshall Júnior, as diligencias investigatórias apuraram que a motivação da tentativa de homicídio seria o fato de que o homem alvejado seria suspeito de no dia anterior a esse crime, ter invadido a casa do autor onde teria furtado uma motocicleta, dinheiro e joias.

Giro do Vale

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Ação conjunta da Polícia Civil e Brigada Militar ocorreu na noite da quinta-feira, dia 18, em Bom Retiro do Sul

Guarnição foi informada sobre um indivíduo em atitude suspeita na rodoviária do município

Devem ser liberados R$ 19,3 bilhões a 23,6 milhões de trabalhadores