Giro do Vale / Esporte / Grêmio

Grêmio perde para o Palmeiras na Arena e larga em desvantagem nas quartas de final da Libertadores

Com 1 a 0 sofrido dentro de casa, Tricolor precisará vencer em São Paulo para seguir na competição

Foto: Jefferson Botega / Agencia RBS / Divulgação

Não ocorreu nada do que o Grêmio queria no primeiro jogo das quartas de final da Libertadores, contra o Palmeiras. O time gaúcho, diante de mais de 47 mil pessoas na Arena, não fez gol, levou um e agora precisará vencer em São Paulo, terça-feira que vem, para avançar na competição. O 1 a 0 permite aos paulistas jogar pelo empate no Pacaembu. Aos comandados de Renato, menos mal, servem vitórias por um gol, desde que faça pelo menos dois.

Não houve lá grandes surpresas nas escalações. O Grêmio, por óbvio, repetiu o time que havia vencido o Athletico-PR pela Copa do Brasil. O Palmeiras teve, mesmo, Luiz Adriano de centroavante, Willian aberto na direita e Gustavo Scarpa como terceiro meia.

Os primeiros minutos deixaram claras as estratégias dos dois times. O goleiro Weverton, por exemplo, levou quase 70 segundos para cobrar uma falta no campo de defesa. Depois, levou perigo quando Marcos Rocha arremessou um de seus famosos laterais para a área, a defesa não cortou e Dudu bateu por cima. O Grêmio apostava no controle de Matheus Henrique, na ousadia de Everton e na criatividade de Jean Pyerre. Foi o meia quem arriscou, de fora da área, ao lado da trave.

Tão esperado como a postura dos dois times, o cartão amarelo de Felipe Melo também apareceu rápido. Aos oito minutos, ele foi advertido por cometer falta em Jean Pyerre quase no meio do campo. Kannemann também levou o dele, aos 17.

Ao mesmo tempo, o Grêmio precisou fazer a primeira troca. Cortez, coincidentemente o único titular a ter jogado sábado, saiu lesionado. Em seu lugar entrou Juninho Capixaba. 

Os instantes seguintes foram de insistência gremista e resistência palmeirense. Não havia lá muitas chances, mas a iniciativa era sempre dos donos da casa. Os visitantes limitavam-se a marcar e tentar ganhar tempo.

Aos 30 minutos, Gustavo Scarpa iniciou uma jogada pelo meio, ainda na defesa. Deixou Maicon para trás e avançou até ser derrubado por Matheus Henrique. A falta era de longe, mas não um empecilho para o próprio Scarpa tentar a sorte. Ele recebeu um passe e deu uma pequena adiantada. Foi contemplado. Seu chute acertou o alto, raspou o travessão e venceu Paulo Victor: 1 a 0.

O gol deixou o jogo ainda mais à feição do Palmeiras, que se já não se importava de fazer cera antes, aumentou a prática. Isso enervou o Grêmio, que passou também a reclamar muito da arbitragem e produzir pouco.

O segundo tempo começou um pouco diferente. Principalmente da parte do Palmeiras. O time voltou mais aceso e só não fez o segundo gol porque Paulo Victor fez uma defesa espetacular em cabeceio de Dudu depois de mais uma cobrança de lateral de Marcos Rocha.

Só aos sete o Grêmio foi ao ataque. Everton foi lançado na esquerda, deixou dois para trás e chutou, mas a bola explodiu em Luan. Aos 11, um replay: Cebolinha pega pela esquerda, avança, corta para a direita e bate. Dessa vez, porém, Weverton defendeu.

Renato mandou a campo Tardelli, no lugar de André. Apesar da troca de centroavantes, quem levou perigo foi o Palmeiras. Em um contra-ataque puxado por Luiz Adriano, a bola chegou em William, que, em vez de chutar, inverteu para Dudu, que bateu prensado.

O Grêmio teve seu primeiro chute de dentro da área aos 24 minutos. Everton tabelou com  Tardelli e concluiu de pé esquerdo, Weverton defendeu.

As trocas seguintes foram nos setores ofensivos das duas equipes: Luiz Adriano saiu, entrou Carlos Eduardo no Palmeiras; Luciano foi para a vaga de Alisson.

Aos 30, quase Dudu ampliou. Carlos Eduardo avançou pela direita, cruzou rasteiro para trás e o camisa 7 pegou de primeira, raspando na trave.

Quando se preparava para colocar Deyverson em campo, Felipão foi forçado a mudar a estratégia. Felipe Melo cometeu falta na intermediária e foi expulso. Assim, Thiago Santos substituiu William.

Com um a mais, o Grêmio tentou partir para cima nos minutos finais. Chegou a arriscar com Matheus Henrique e Jean Pyerre, mas sem tanto perigo.

Libertadores – Quartas de final (ida) – 20/8/2019

GRÊMIO 0x1 PALMEIRAS

GRÊMIO
Paulo Victor; Leonardo Gomes, Geromel, Kannemann,  e Cortez; (Juninho Capixaba, 18’/1ºT); Matheus Henrique, Maicon; Alisson (Luciano, 30’/2ºT), Jean Pyerre e Everton; André (Tardelli, 12’/2ºT).
Técnico: Renato Portaluppi

PALMEIRAS
Weverton; Marcos Rocha, Luan, Gustavo Gómez e Diego Barbosa; Felipe Melo, Bruno Henrique; Gustavo Scarpa; (Raphael Veiga, 21’/2ºT), Dudu, Luiz Adriano (Carlos Eduardo, 29’/2ºT) e Willian (Thiago Santos, 34’/2ºT).
Técnico: Luiz Felipe Scolari

GOL: Gustavo Scarpa (P) aos 30min do primeiro tempo

CARTÕES AMARELOS: Kannemann (G), Felipe Melo e Thiago Santos (P)

CARTÃO VERMELHO: Felipe Melo (P)

ARBITRAGEM: Patricio Loustau, auxiliado por Juan Belatti e Diego Bonfa. VAR: Mauro Vigliano (quarteto argentino)

PÚBLICO: 47.852 (44.967 pagantes)

RENDA: R$ 2.686.970

LOCAL: Arena do Grêmio, em Porto Alegre

PRÓXIMO JOGO

Brasileirão – 16ª rodada

GRÊMIO X ATHLETICO-PR

Sábado, 24/8 – 17h

GaúchaZH

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

No primeiro enfrentamento entre as equipes bom-retirenses, o Largados levou a mehor

Equipe bom-retirense vai até Mato Leitão onde disputa última partida da fase classificatória

Acampamento Farroupilha e atrações culturais marcam atividades que vão até dia 22 de setembro

Quina foi marcada por 154 jogos que poderão sacar mais de R$ 47 mil