Giro do Vale / Esporte / Inter

Inter bate o Fortaleza por 1 a 0 e conquista primeira vitória fora de casa no Brasileirão

Wellington Silva marcou o gol da partida realizada na Arena Castelão

Foto: Ricardo Duarte / Inter / Divulgação

A primeira vitória do Inter fora de casa no Brasileirão deste ano tardou a chegar e ocorreu sem muito glamour, mas foi na noite deste sábado, na 15ª rodada do campeonato, que o Colorado conseguiu os primeiros três pontos longe de seus domínios. Em uma partida de altos e baixos, Wellington Silva marcou aos 20 minutos do segundo tempo para a equipe bater o Fortaleza por 1 a 0. Com o resultado, o time vai a sexto lugar na tabela de classificação, com 24 pontos, mas pode perder uma posição no decorrer do final de semana.

O técnico Odair Hellmann continuou com sua estratégia de rotatividade de equipe e mandou um time alternativo a campo. O selecionado apresentou dificuldades e empenhou postura passiva e defensiva durante boa parte da etapa inicial, na qual o Leão cresceu e dominou a posse de bola durante boa parte do tempo. Na velocidade, Edinho e Romarinho fizeram a festa pelas costas dos laterais;o goleiro Danilo Fernandes foi bem exigido e fez defesas importantes que impediram que os mandantes abrissem o placar.

Na segunda parcial, o Colorado voltou mais organizado e cresceu no confronto. Sem muita criatividade, conseguia chegar, mas pecava no passe final. O gol saiu imediatamente após uma alteração do treinador, que trocou Santiago Tréllez por Guilherme Parede. O próximo compromisso do Inter pelo Brasileirão é no dia 25 de agosto, contra o Goiás, fora de casa, às 16h. Antes, os comandados de Odair Hellmann entrem em campo na quarta, pelas quartas de final da Libertadores. O Colorado enfrenta o Flamengo no Maracanã, às 21h.

A partida começou de maneira inusitada, com um atraso de 18 minutos por causa de um enxame que se acumulou em uma das bandeirinhas de escanteio. Os bombeiros tentaram dispersar as abelhas com um extintor de incêndio, mas elas retornaram ao local. Depois, optaram por usar jatos de água para expulsá-las, novamente sem sucesso. Equipes de apoio trocaram a flanela, o que não resolveu o problema, pois os animais continuaram concentrados sobre o mastro. O duelo se iniciou somente após o árbitro Braulio da Silva Machado ordenar a retirada do objeto.

Início de jogo lento

Mesmo com a demora, os donos da casa entraram em campo pressionando, sem dar muitos espaços para o Colorado, que atuaram nos primeiros 15 minutos de forma recuada, com uma postura ofensiva Na boa troca de passes e velocidade no meio de campo, Romarinho orquestrava as jogadas do Fortaleza e servia os companheiros. O Leão chegava, mas sem muito perigo. Aos 10, Natanael fez falta em Wellington Paulista pela direita. Juninho cobra bem, no meio da área, mas Roger Carvalho desviou de cabeça pela linha de fundo.

Aos poucos, os visitantes começaram a se soltar. Em erro de passe dos cearenses, aos 14, Trellez buscou Nonato, que viu Quintero se antecipar e, dentro da meia-lua, fazer o desarme. O Inter teve boa chance dois minutos depois, quando Wellington Silva foi derrubado a poucos passos da entrada da área, pela esquerda, após tabela com Sarrafiore. Emerson Santos tentou cobrar por baixo, mas a bola não passou da barreira.

Embalado pela torcida, o Fortaleza voltou a crescer e teve a melhor oportunidade de abrir o placar. Wellington Paulista tocou para Tinga, que cruzou para Romarinho dentro da área. A bola explodiu na zaga e sobrou nos pés do  meio-campista Mariano Vázquez argentino soltou a bomba de esquerda, de dentro da área, após rebote em chute de Romarinho. No reflexo, o goleiro espalmou para a linha de fundo.

Fragilidade nas laterais

Dominando as duas intermediárias, o tricolor cearense chegava sem dificuldades por ambos os lados. Aos 36 minutos, Romarinho fez fila no meio campo colorado, passando por três, e buscou Wellington Silva, que corria para a área. Sozinho e acompanhado por dois marcadores, chutou mal, por cima do gol. Em mais uma chegada articulada na agilidade do meio campo adversário, Natanael viu Edinho avançar, deu chegada forte no atleta e levou o primeiro cartão amarelo.

Na reta final, o Inter teve seu primeiro grande momento com uma triangulação que terminou com Trellez cara a cara com o goleiro. O colombiano parou em Felipe Alves, mas o bandeirinha já marcava impedimento. O Fortaleza reagiu rápido e exigiu mais uma grande defesa de Danilo Fernandes. Edinho, homem de referência na direita, recebeu de Wellington Silva e chutou cruzado. Com o pé, o arqueiro impediu o gol. O árbitro apitou o fim da etapa inicial aos 48 minutos.

Mais posse, mas sem objetividade

As duas equipes voltaram a campo sem alterações nas escalações. Portando-se de maneira mais assertiva e propondo mais a saída para o ataque, o Inter começou a parcial construindo boas jogadas. Aos dois minutos, Wellington Silva chegava na velocidade quando foi derrubado por Bruno Melo, que levou o amarelo. Na cobrança de falta de Zeca, Emerson Santos escorou de cabeça para Tréllez; ele bateu sem ângulo, por cima do gol. 

Com mais posse de bola, o Colorado empurrava o Leão para o campo defensivo, mas não conseguia alternativas para jogada final. Tanto é que o duelo teve quase dez minutos de marasmo, com tabelações sem objetividade. Foi com Sarrafiore se livrando do marcador que o Inter, ensaiou um lampejo de criativa. O argentino buscou Nonato, que chegava em alta velocidade e foi travado por Tinga na hora da finalização.

Gol imediato após mudança

Buscando uma equipe mais rotatividada e com mais possibilidades dentro da área, Odair sacou Guilherme Parede no lugar de Trellez. Menos de um minuto depois, aos 20, o jogador venceu Roger Carvalho, que ficou caído pela direita, e entrou livre na área, batendo cruzado. Felipe Alves defendeu para o lado, e a bola parecia que cruzaria o campo quando Wellington Silva apareceu na velocidade e chutou firme para o fundo da rede, sem chances para o goleiro que já estava rendido.

Após a jogada, o zagueiro do tricolor foi retirado de maca, dando lugar a Derley. Sarrafiore também foi retirado de campo pelos médicos. O meia central foi substituído por Neilton. Com a vantagem no placar, o Colorado passou a controlar a partida, mas o Fortaleza não desistia. Sobretudo na velocidade de Edinho e Romarinho puxando os contra-ataques, buscava o empate. Aos 29, Danilo Fernandes fez bonita defesa em cabeçada de Wellington Paulista em bola cruzada por Tinga.

À medida em que o relógio avançava, a torcida perdia a paciência, assim como os jogadores, que tentaram marcar de todos os jeitos. Até mesmo de maneira ilegal. Já na reta final, aos 42, o lateral Bruno Melo recebeu o segundo amarelo após desviar a bola com a mão em uma cobrança de escanteio. Com um a menos, os donos da casa recuaram. O árbitro deu seis minutos de acréscimo por conta das paradas, mas o resultado já estava selado. Deu apenas tempo de Klaus se lesionar e ser substituído pro Bruno Fuchs.

Fortaleza 0 x 1 Inter | Brasileirão 2019

Fortaleza:
Felipe Alves, Tinga, Quintero, Roger Carvalho (Derley), Bruno Melo, Felipe, Juninho, Mariano Vázquez (Nenê Bonilha), Edinho, Romarinho (Osvaldo) e Wellington Paulista.
Técnico: Zé Ricardo

Inter:
Danilo Fernandes, Zeca, Emerson Santos, Klaus (Bruno Fuchs), Natanael, Rithely, Bruno Silva, Nonato, Sarrafiore (Neilton), Wellington Silva e Tréllez (Parede).
Técnico: Odair Hellmann

Gol: Wellington Silva (20″/ 2°T)
Cartões amarelos: Natanael e Bruno Silva (Inter); Bruno Melo e Derley (Fortaleza)
Cartões vermelhos: Bruno Melo (Fortaleza)

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

No primeiro enfrentamento entre as equipes bom-retirenses, o Largados levou a mehor

Equipe bom-retirense vai até Mato Leitão onde disputa última partida da fase classificatória

Acampamento Farroupilha e atrações culturais marcam atividades que vão até dia 22 de setembro

Quina foi marcada por 154 jogos que poderão sacar mais de R$ 47 mil