Giro do Vale / Esporte / Inter

Inter empata com o Corinthians em jogo de poucas oportunidades

Colorado pressionou o clube paulista, mas não conseguiu transformar as chances em gols

Foto: Ricardo Duarte / Inter / Divulgação

O time titular do Inter não conseguiu superar o Corinthians, no Beira-Rio, na manhã e tarde deste domingo, e a partida válida pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro terminou em 0 a 0. Com as duas equipes priorizando o setor defensivo na maior parte do tempo, poucas chances foram criadas pelos dois times. Os comandados de Odair Helmmann criaram as melhores oportunidades, duas, mas Cássio salvou.

Com o resultado, o Inter chega aos 21 pontos e ocupa a sétima colocação, mas pode perder até duas posições com os jogos restantes da rodada. Já os visitantes terminam a rodada com 24 pontos e ocupam a sexta colocação, sem a possibilidade de serem ultrapassados por outros concorrentes.

O Inter volta aos gramados no próximo sábado, às 17h, contra o Fortaleza, no estádio Castelão, pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro. Já o Corinthians, no mesmo dia e horário, recebe o Botafogo, no Itaquerão.

Colorado sofre para furar bloqueio do Corinthians

Inter e Corinthians começaram o jogo com muitos cuidados defensivos, trocando muitos passes enquanto estudavam o adversário para descobrir como furar os fortes bloqueios defensivos armados por Odair Hellmann e Fábio Carille. Apesar dos dois times buscarem o gol incessantemente a partir dos 10 minutos, a primeira oportunidade de abrir o marcador só ocorreu aos 21. D’Alessandro cobrou escanteio da esquerda para Nonato pela direita de ataque. O meia pegou a bola no ar, sem deixar ela quicar, e bateu forte. Cássio espalmou pela linha de fundo.

Nos 20 minutos seguintes, o Colorado tentou de todas as formas superar o sistema defensivo do clube paulista, usando preferencialmente as laterais. Entretanto, o time que tem a segunda melhor defesa do Brasileirão conseguiu superar a pressão. A equipe de Carille só foi levar perigo ao Inter aos 41. Clayson cruzou da esquerda, Júnior Urso, sozinho, próximo da marca do pênalti, desviou e a bola saiu próximo ao poste direito de Lomba.

O primeiro tempo terminou com os comandados de Odair Hellmann com 62% da posse de bola contra 38 dos visitantes, segundo números do Footstats. O Colorado chutou duas vezes, uma na meta e uma para fora. Já o Timão teve três arremates, todos para fora.

Odair deixa time mais ofensivo

O segundo tempo iniciou da mesma forma que terminou o primeiro. Com o Inter pressionando, mas sem conseguir superar o bloqueio defensivo armado por Carille. E o Corinthians buscando os contra-ataques para tentar surpreender a defesa do clube gaúcho. Aos 13, Odair Hellmann ousou, retirando o volante Rithely e colocando Nico López.

Cinco minutos depois, D’Alessandro fez excelente passe para Nico López, que deu um belo drible em Manoel, dentro da área, e bateu rasteiro. Caprichosamente, a bola passou rente ao poste esquerdo de Cássio. Aos 28, Everaldo pegou um rebote, após escanteio, e bateu forte, rente ao poste superior de Lomba. Na sequência, Wellington Silva entrou na vaga de Sobis.

Aos 40, Uendel desarmou Michel Macedo dentro da área e cruzou rasteiro na direção da marca do pênalti. Sarrafiore entrou na área de frente para a meta, mas não conseguiu chutar, pois Guerrero não percebeu a aproximação do colega e, de costas, tentou dominar. Os dois se chocaram e a defesa afastou.

O Inter pressionou até o final, mas não conseguiu abrir o placar. Aos 48, Everaldo passou por Bruno, driblou Moledo dentro da área, passou novamente pelo lateral e chutou para fora.

Brasileirão 2019 – 14ª rodada

Inter (0)
Marcelo Lomba; Bruno, Rodrigo Moledo, Cuesta e Uendel; Rithely (Nico López), Nonato (Sarrafiore) e Patrick; D’Alessandro, Rafael Sobis (Wellington Silva) e Guerrero.
Técnico: Odair Hellmann.

Corinthians (0)
Cássio; Michel Macedo, Manoel, Gil e Danilo Avelar; Gabriel, Júnior Urso, Sornoza (Matheus Jesus) e Pedrinho (Everaldo); Vagner Love e Clayson (Ramiro).
Técnico: Fábio Carille.

Gols: 
Cartões amarelos: Nonato e Nico López (3º) (I) e Danilo Avelar e Cássio (C)
Cartões vermelhos: –

Público: 36.166
Renda: R$ 1.652.359,00

Arbitragem: Caio Max Vieira (RN)
Auxiliares: Kleber Gil (SC) e Eduardo da Cruz (MS).
Árbitro do VAR: Rodrigo Nunes de Sá (RJ).
Local: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre.

Ainda não há comentários

Envie-nos o seu comentário

Publicidade

Últimas Notícias

Agentes perceberam os presos tentando resgatar objetos no telhado do banheiro localizado no pátio

Caminhão atingiu a traseira do carro durante a ação

Mínimas devem ficar perto de 0°C em algumas regiões do Estado

Condutor foi arremessado para fora de veículo, após perder o controle do carro e colidir em uma árvore