Giro do Vale / Saúde

Campanha de vacinação contra sarampo começa segunda-feira

Crianças de seis meses a cinco anos incompletos sem esquema vacinal completo são o grupo prioritário

Foto: Divulgação

Crianças de seis meses a cinco anos incompletos sem esquema vacinal completo contra sarampo devem atualizar a caderneta de vacinação em outubro. A campanha de vacinação é nacional, e se estende da próxima segunda-feira ao dia 25. Sábado,19, será o Dia D de imunização em todo o Brasil. Em novembro, a campanha entra na segunda etapa, sendo dirigida à atualização da carteira de jovens entre 20 e 29 anos.

De acordo com informação do Ministério da Saúde, a vacinação nas duas etapas será feita de forma seletiva: serão vacinadas, na primeira etapa, crianças que não têm nenhuma dose da vacina ou que ainda estejam com esquema incompleto de vacinação, conforme orientações previstas no calendário nacional de vacinação (veja o esquema vacinal por faixa etária abaixo).

A priorização deste grupo na primeira etapa deve-se à elevada incidência da doença nesta faixa etária, em surtos registrados em 2019 no país. As crianças menores de cinco anos apresentam maior risco de desenvolver complicações, tais como cegueira, encefalite, diarreia grave, infecções no ouvido, pneumonias e óbitos pelo sarampo. O objetivo da campanha é interromper a circulação viral e controlar a doença no Brasil.

Dados do Ministério da Saúde indicam que, em 2019, foram notificadas 26.421 suspeitas de sarampo no país. Desses, 5.346 foram confirmados. Em Porto Alegre, até 28 de setembro, foram confirmados oito casos da doença, todos em adultos jovens, público que compõe a segunda etapa da campanha (18 a 30 de novembro, com Dia D dia 30, sábado).

Esquema Vacina por Faixa Etária do SUS – Rotina:

12 meses a menores de cinco anos: uma dose aos 12 meses (tríplice viral) e uma dose aos 15 meses de idade (tetra viral) – Em 2019, por tempo indeterminado, o MS determinou a chamada dose zero – fora da rotina – para crianças entre seis meses e menos de um ano. O intervalo mínimo entre a dose zero e a 1ª dose (aos 12 meses), deve ser de 30 dias;

cinco anos a nove anos não vacinadas anteriormente: Vacina Tríplice Viral – duas doses com intervalo de um mês entre as doses;

20 a 29 anos: Vacina Tríplice Viral – duas doses;

30 a 49 anos: Vacina Tríplice Viral – uma dose;

Profissionais da saúde, independentemente da idade: Vacina Tríplice Viral – duas doses.

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Veículo colidiu com uma árvore no km 291 da rodovia

O homem perdeu controle do veículo e caiu em um barranco. As causas do acidente são desconhecidas.

Apostas podem ser feitas até às 19h

Temperaturas podem chegar aos 37ºC no Estado