Giro do Vale / Esporte / Grêmio

Grêmio acumula erros e perde para o Athletico-PR por 2 a 0

Tricolor teve atuação e deixou chance de classificação direta à Libertadores escapar

Foto: Lucas Uebel / Grêmio / Divulgação

O Grêmio exagerou nos erros, foi amplamente superado pelo Athletico-PR e acabou perdendo por 2 a 0 na noite desta quarta-feira. A equipe tricolor ainda sofreu com pênalti polêmico e expulsão e acabou sem resposta na Arena da Baixada.

Com o resultado, a noite que poderia confirmar classificação direta à fase de grupos da Libertadores foi frustrada. O Grêmio estaciona nos 59 pontos em quarto lugar. O Athletico soma os mesmos 59, em quinto pelos critérios.

Domínio paranaense

O Athletico-PR teve o protagonismo do jogo no primeiro tempo, enquanto o Grêmio ensaiou poucos lances efetivos, com Tardelli e Éverton. Enquanto isso, o Furacão explorava os flancos, com problemas principalmente no lado direito gremista.

A arrancada inicial foi lenta, mas o Athletico-PR levou perigo ao 9 minutos. Rony envolveu dois marcadores e cruzou na marca do pênalti. Marcelo Cirino tinha o gol à disposição, mas chutou para fora. Aos 14, Kannemann salvou o Tricolor. Nikão acionou Leo Pereira na frente da área, o zagueiro enfiou o pé com endereço certo, mas o zagueirão desviou.

Somente aos 18 minutos os gremistas mostraram algum serviço no setor ofensivo. Tardelli fez boa tabela com Cortez, viu o espaço abrir e tentou o chute de fora da área. O goleiro Santos fez boa defesa. Aos 25, Cortez fez grande cruzamento da esquerda e Alisson perdeu gol incrível. O atacante subiu sozinho, com tempo para definir. Acabou cabeceando por cima da meta.

O Furacão respondeu, contudo e, aos 29, Paulo Victor precisou trabalhar. Rony passou lotado por Galhardo e chutou forte. O goleiro tirou de soco para o meio da área e deu sorte que ninguém chegou para concluir. Aos 32, contudo, o arqueiro voltou a falhar. Antes dele, Galhardo foi facilmente envolvido por Márcio Azevedo. Geromel ainda tentou chegar para o abafa, mas o meia chutou forte. Seria uma defesa simples com pouco ângulo, mas Paulo Victor se posicionou errado ao lado da trave e viu a bola entrar para o 1 a 0.

Antes do intervalo, o Athletico teve chance de ampliar. Thiago Heleno subiu livre na cobrança de escanteio, mas testou por cima, mantendo o 1 a 0.

Pênalti e expulsão derrubam o Tricolor

Primeiro tempo ruim, segundo tempo com reação tímida. O Grêmio começou muito defensivo, mas finalmente avançou as linhas aos 8 minutos. Éverton puxou o ataque, abriu para Cortez, que cruzou rasteiro. Tardelli chegava, mas Márcio Azevedo tirou para escanteio.

No lance seguinte, Alisson cobrou escanteio no primeiro pau e Kannemann cabeceou firme. Santos fez boa defesa no canto direito, catando firme em cima da linha. Aos 10, Tardelli chuveirou na área, Luciano tinha condição de marcar, mas pulou errado e mandou em tiro de meta.

A noite era ruim para o Grêmio e particularmente abaixo da média para Matheus Henrique, que ainda cometeu um pênalti num lance polêmico e de falta de sorte. Nikão chutou de fora da área e no ângulo frontal, a bola pareceu roçar na mão do volante. O árbitro apitou penalidade no VAR. Outras duas tomadas, contudo, evidenciavam a bola batendo na cabeça. De qualquer forma, Nikão bateu firme da marca da cal. Dessa vez, Paulo Victor apareceu na foto, só que a bola entrou no ângulo direito para o 2 a 0.

Ficou ainda pior aos 21 minutos. Renato já tinha chamado Tardelli e Luciano para trocas. Só que o atacante chutou Nikão e foi expulso. Aí, entrou Pepê no lugar de Luciano, enquanto Tardelli ia para o chuveiro.

Foi do veloz atacante a única oportunidade para descontar dos gremistas. Ele arrancou pela esquerda em jogada individual e cortou para dentro da área. Tentou passar entre dois para o chute, mas foi prensado. Kannemann ainda insistiu e ganhou um escanteio, mas a cobrança ruim devolveu a posse para o Athletico-PR. A partir daí, o Furacão administrou o resultado.

Campeonato Brasileiro – 35ª rodada

Athletico-PR 2

Santos; Jonathan (Adriano), Thiago Heleno, Léo Pereira e Márcio Azevedo; Wellington, Camacho (Erick) e Lucho González (Léo Cittadini); Nikão, Rony e Marcelo Cirino. Técnico: Eduardo Barros.

Grêmio 0

Paulo Victor; Rafael Galhardo, Pedro Geromel, Kannemann e Bruno Cortez; Michel, Matheus Henrique, Alisson (Darlan), Luciano (Pepê) e Everton; Diego Tardelli. Técnico: Renato Portaluppi

Gols: Márcio Azevedo (33/1T); Nikão (18/2T)

Árbitro: Bruno Arleu de Araújo (RJ)

Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)

Cartões amarelos: Wellington, Camacho e Nikão (Athletico-PR); Kannemann, Cortez e Matheus Henrique (Grêmio)

Cartão vermelho: Diego Tardelli (Grêmio)

Renda: R$ 572.985,00

Público: 21.709

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Envie-nos o seu comentário

Publicidade

Últimas Notícias

Abordagem aconteceu após policiais desconfiarem da atitude da dupla que estava em via pública

Grupo fará a gravação de seu primeiro clip durante a apresentação

Dentre os presos está um homem apontado como líder local de uma facção criminosa e sua companheira