Giro do Vale / Geral

Governo pede mais tempo à Justiça para volta de radares em rodovias

Decisão da semana passada estipulava prazo de 72 horas para recolocação dos equipamentos

Foto: Divulgação

A Advocacia-Geral da União (AGU) apresentou pedido à Justiça para ampliar de 72 horas para dez dias corridos o prazo para restabelecer integralmente a fiscalização eletrônica por meio dos radares estáticos, móveis e portáteis nas rodovias federais. O recurso deverá ser encaminhado ao Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1), sediado em Brasília.

Na quinta-feira, o presidente Jair Bolsonaro informou que a AGU iria recorrer da decisão da Justiça Federal em Brasília, que revogou a suspensão da utilização de radares móveis nas rodovias federais do país.

O uso de medidores de velocidade móveis e portáteis está suspenso desde agosto por determinação do presidente Jair Bolsonaro.

Em sua justificativa, a AGU acatou ofício da Polícia Rodoviária Federal (PRF) que classifica a recolocação dos equipamentos eletrônicos como “providência complexa do ponto de vista logístico, contratual, administrativo e de orientações”. 

Segundo a PRF, os equipamentos estavam em operação em quase 600 pontos do país e a sua distribuição envolve uma necessidade logística que exige um prazo superior ao estabelecido pela decisão preferida pela 1ª Vara da Seção Judiciária do Distrito Federal, na última quarta-feira.

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Tricolor pode ter mudanças na meta e no meio de campo para enfrentar os paulistas

Pessoas que estariam organizando um encontro chamado de “Festa Clandestina 27” serão investigados pela Polícia Civil

Um grupo de 19 pessoas foi flagrado no local ouvindo som alto. Também foram localizados entorpecentes durante a revista pessoal

A aplicação da vacina deve ser agendada pelo telefone 3766-1640, ou diretamente na Sala de Vacina, na UBS Centro.