Giro do Vale / Destaque / Saúde

Minas Gerais investiga possível caso de coronavírus

Epidemia já provocou 17 mortes e mais de 400 casos de contaminação na China

Foto: Divulgação

A Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais investiga um suposto primeiro caso de coronavírus em Belo Horizonte. A paciente, com suspeita da doença, está internada no Hospital Eduardo de Menezes, que é referência estadual para o atendimento de doenças infectocontagiosas. Ela esteve na região de Xangai, na China, de onde desembarcou em Belo Horizonte na semana passada. 

De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), ela apresenta sintomas compatíveis com doença respiratória viral aguda e, por isso, o caso foi tratado como suspeito. Ela no entanto, não apresenta sinal indicativo de gravidade clínica, mas está em observação. A paciente afirma que não esteve na região de Wuhan, onde o surto começou. A SES-MG providenciou exames para comprovar ou descartar o diagnóstico de coronavírus. 

As autoridades chinesas identificaram o novo coronavírus, que resultou em mais de 400 casos confirmados no país asiático. Há, pelo menos 17 vítimas fatais. O primeiro caso nos Estados Unidos foi anunciado nessa terça, após notificação de casos em Japão, Coreia do Sul, Tailândia e Taiwan.

Sintomas e transmissão

Chamado de 2019-nCoV, o coronavírus causa febre, tosse, falta de ar e dificuldade em respirar. É um tipo de pneumonia que é transmitida de pessoa para pessoa.

Parece ser uma nova cepa de um coronavírus que não havia sido previamente identificado em humanos — coronavírus são uma ampla família de vírus, mas poucos deles são capazes de infectar pessoas.

O período de incubação e a origem do vírus ainda não foram identificados. Porém, a fonte primária é provavelmente um animal, de acordo com a OMS. As autoridades chinesas vincularam o surto a um mercado de frutos do mar na cidade chinesa de Wuhan, onde os primeiros casos foram registrados.

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Decisão está publicada no Diário Oficial da União desta segunda-feira

Eleitores que não comprovarem motivo da ausência no período determinado ficam com título irregular e deverão pagar multa

Tempo seco e quente das últimas semanas na região favoreceu aparecimento dos insetos

Material foi apreendido por agentes da Superintendência de Serviços Penitenciários