Giro do Vale / Esporte

Nos pênaltis, Inter vence o Grêmio e conquista a Copa São Paulo de Futebol Júnior

Colorado venceu por 3 a 1 nas penalidades após empate em 1 a 1 no tempo normal

Foto: Inter / Divulgação

Em um Gre-Nal disputado no Pacaembu, o Inter é campeão da Copa São Paulo de Futebol Júnior. Após empate em 1 a 1 no tempo normal, o Colorado venceu o Grêmio por 3 a 1, nos pênaltis, e conquistou pela quinta vez o torneio mais tradicional da base brasileira. Cesinha, Tiago Barbosa e Carlos Eduardo acertaram as cobranças que deram o título para o Inter após 22 anos. 

O Inter entrou em campo com o time considerado ideal. O lateral-direito Lucas Mazetti, que saiu contundido no jogo contra o Corinthians, pela semifinal da competição, conseguiu se recuperar a tempo. 

No Grêmio, o desfalque foi o lateral-direito Vanderson, suspenso por cartão amarelo recebido na partida anterior, contra o Oeste. Luis Fernando entrou no lugar dele. O técnico Guilherme Bossle, no entanto, contou com o retorno do volante Diego Rosa. 

O Tricolor tentou tomar as primeiras ações da partida, principalmente com Elias pelo lado esquerdo. Aos dois minutos, na primeira arrancada do atacante gremista, ele foi parado com falta pela defesa do Inter. Na cobrança, Diego Rosa cobrou e Tiago Barbosa afastou. Logo depois, a primeira chegada do Colorado. Matheus Monteiro invadiu a área pelo lado esquerdo e cruzou rasteiro para a interceptação de Alison Calegari. 

Aos seis minutos, a primeira chance mais clara da partida. Elias foi lançado em velocidade, mas demorou para concluir, dando chance para Tiago Barbosa afastar o perigo. O Inter respondeu com Cesinha, que concluiu para fora em mais uma chegada pelo lado esquerdo. Três minutos depois foi a vez do atacante Caio avançar com velocidade e bater por cima do gol de Adriel.

Após um período de pouca efetividade na partida, o Grêmio conseguiu se impor no restante da primeira etapa, mas não foi capaz de traduzir a superioridade em vantagem no placar. Fabrício aproveitou uma falha da defesa colorada, mas bateu fraco, sem levar perigo ao goleiro Emerson Júnior. Aos 43, ótima trama entre Diego Rosa e Rildo, que na hora de finalizar foi travado por Carlos Eduardo.

Em um clássico bem disputado, mas com poucas faltas, a primeira entrada mais forte foi do zagueiro gremista Alison Calegari, que derrubou o atacante Caio, do Inter, e levou cartão amarelo aos 27 minutos. A etapa inicial deixou bem clara a principal característica de cada equipe. Enquanto o Inter era mais vertical, apostando na velocidade, o Grêmio buscava envolver o adversário com o toque de bola no meio de campo. 

O segundo tempo começou de forma eletrizante. No primeiro minuto, uma grande oportunidade do Inter. Na cobrança curta de escanteio, Leonardo tocou para Caio, que chutou para grande defesa de Adriel. No rebote, Caio tentou novamente, mas foi travado pela defesa gremista. 

Aos sete minutos, Emerson Júnior fez uma ótima defesa em uma cabeçada de Elias, que estava livre na área. Dois minutos depois, o primeiro gol da partida. Fabrício fez jogada pela esquerda, deixou Lucas Mazetti na saudade e cruzou. A bola desviou em Tiago Barbosa e foi para o gol. Gol contra do defensor colorado. Na comemoração, o zagueiro Alison Calegari levou o segundo amarelo por ter subido no alambrado do Pacaembu e foi expulso.

Com a superioridade numérica, o Inter empatou aos 12 minutos, em grande jogada de Matheus Monteiro pelo lado esquerdo. No cruzamento, Guilherme Pato e Matheus Nunes disputaram a bola, que foi parar no fundo do gol. A arbitragem deu gol para o atacante do Inter. 

No restante da segunda etapa, foram poucas as oportunidades de gol. O Grêmio assustou com Elias, em arrancada que parou nas mãos do Emerson Júnior. Quase no final da partida, Diego Rosa teve outra chance, mas acabou chutando para fora. 

Nos pênaltis, Matheus Monteiro errou a primeira cobrança do Inter. No Grêmio, Vitor bateu na trave. Na segunda rodada, Cesinha converteu para o Inter e Wesley bateu forte por cima do gol. O zagueiro colorado Tiago Barbosa bateu com tranquilidade e marcou. Na sequência, Gazão descontou para o Tricolor. Carlos Eduardo marcou e manteve o Inter na frente. Com a pressão de não poder errar, Gonçalves desperdiçou mais uma cobrança para o Grêmio.  Em sua sexta final de Copinha, o Inter chegou ao seu quinto título na competição. 

COPA SÃO PAULO DE FUTEBOL JÚNIOR – FINAL

INTER (1-3)
Emerson Júnior; Lucas Mazetti, Tiago Barbosa, Carlos Eduardo e Leonardo; Murilo (Volnei, INT.), Praxedes (Thális, 40/2ºT  e Cesinha; Guilherme Pato, Matheus Monteiro e Caio (Leonardo Ferreira, 31/2ºT).
Técnico: Fabio Matias.

GRÊMIO (1-1)
Adriel; Luis Fernando (Gonçalves, 28/2ºT), Calegari, Heitor e Matheus Nunes; Diego Rosa e Gazão; Rildo (Vitor, 28/2ºT), Pedro Lucas (Natã, 14/2ºT)  e Elias; Fabrício (Wesley, 34/2ºT).
Técnico: Guilherme Bossle.

GOLS: Fabrício (G), aos nove minutos do segundo tempo e Guilherme Pato (I), aos 12 minutos do segundo tempo.
CARTÕES AMARELOS: Alison Calegari (G), Diego Rosa (G), Rildo (G), Volnei (I) e Leonardo Ferreira (I).
CARTÃO VERMELHO: Alison Calegari (I).
ARBITRAGEM: João Vitor Gobi, auxiliado por Leandro Matos Feitosa e Rodrigo Meirelles Bernardo.
LOCAL: Pacaembu, em São Paulo(SP).

GaúchaZH

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Mapa preliminar aponta 75% do RS em bandeira vermelha

De acordo com a MetSul Meteorologia, deve chover mais nas áreas afetadas pelas enchentes, como os Vales e a Grande Porto Alegre

Prefeitos, secretários e assessores de cidades atingidas estiveram reunidos nesta manhã

Bombeiros não conseguiram chegar ao local em função da cheia do Rio Taquari