Giro do Vale / Destaque / Política

Onyx sairá da Casa Civil para assumir lugar de Osmar Terra na Cidadania

Não há, porém, confirmação de quando as mudanças serão oficializadas

Foto: Divulgação

O desenho já está pronto: Onyx Lorenzoni sai da Casa Civil e irá assumir o Ministério da Cidadania. Com isso, o também gaúcho Osmar Terra deixa o governo Bolsonaro. A questão agora é apenas quando as mudanças serão colocadas em prática.

Depois de um dia de tensão, foi confirmado que o governo Bolsonaro terá uma nova configuração. Terra deve voltar para o mandato na Câmara dos Deputados, mas não por muito tempo, pois foi oferecido a ele o cargo de embaixador.

No Ministério da Cidadania, o clima já é de despedida. Nos bastidores, os funcionários já falam sobre a demissão do ministro e de toda a sua equipe. 

Com a possível volta de Terra para a Câmara, Darcísio Perondi perderá a vaga de suplente. O governo analisa a possibilidade dele presidir a Funasa. Bolsonaro convidou o general Walter Braga Netto para a Casa Civil, mas o convite ainda não foi aceito.

Por que Osmar Terra perdeu força no governo Bolsonaro

Denúncias envolvendo contratações na área de tecnologia, fila no Bolsa Família e falta de apoio político. Esses são os principais pontos que colocaram o gaúcho Osmar Terra na corda bamba do presidente Jair Bolsonaro. Diante da pressão da ala militar do governo para assumir a Casa Civil, começou a ser costurado o deslocamento de Onyx Lorenzoni para o lugar de Terra no Ministério da Cidadania.  

Terra tem mandato e deve voltar para a Câmara. Ele, no entanto, não contou com o apoio da própria bancada de seu partido para mantê-lo no cargo de ministro. Desde a eleição para a presidência nacional do MDB, ficou um mal-estar entre o gaúcho e o líder da bancada, Baleia Rossi (SP). Enquanto corria a boataria de que Terra poderia perder o cargo, nenhum nome do MDB procurou o presidente para defender a permanência. 

Na manhã da quarta-feira, dia 12, no entanto, Terra esteve no Palácio do Planalto reunido com o presidente por cerca de duas horas. Bolsonaro gravou um vídeo ao lado do gaúcho, como se um processo de fritura não estivesse em curso.

GaúchaZH

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

São 3,5 milhões nascidos em novembro com direito ao depósito da 1ª à 5ª parcela de R$ 600 e da extra de R$ 300, além do grupo do Bolsa Família

Frente fria empurra massa de ar frio que deve provocar queda na temperatura no Estado

Com mudança de ponto facultativo, unidades não abrem na sexta-feira

Serão beneficiados 3,6 milhões nascidos em outubro, além do grupo do Bolsa Família, com final 8 do NIS, que recebe a parcela extra de R$ 300