Giro do Vale / Esporte / Inter

Inter goleia o São José por 4 a 1 com portões fechados

No Passo D’Areia, Nonato teve boa atuação e comandou vitória Colorada com equipe reserva e sem torcida por conta do coronavírus

Foto: Ricardo Duarte / Inter / Divulgação

O Inter encerrou a terceira rodada do returno com vitória. No Passo D’Areia, na noite deste domingo, a equipe de Eduardo Coudet, com reservas, goleou o São José pelo placar de 4 a 1, com mais uma boa atuação do Colorado. Conforme decisão da Federação Gaúcha de Futebol, a partida foi realizada com portões fechados por conta da epidemia de coronavírus.

No primeiro tempo, Edenílson e Nonato marcaram os gols. Já na etapa final, Nonato voltou a marcar, e ainda sofreu o pênalti convertido por Thiago Galhardo, coroando uma boa atuação do volante colorado. Goiano marcou o único gol do São José. Com o resultado, o Inter lidera o grupo  A, com sete pontos ganhos em três jogos. Já o São José ocupa a quarta colocação na chave B, com seis pontos ganhos.

Com o cancelamento da rodada da Libertadores, há a indefinição sobre quando a equipe volta a entrar em campo. Na próxima rodada, seria realizado o clássico Gre-Nal. No entanto, por conta da pandemia do coronavírus, a partida pode ser cancelada. A tendência é que a reunião na Federação Gaúcha de Futebol (FGF) na manhã desta segunda-feira decida pelo adiamento por tempo indeterminado da competição.

Primeiro tempo tem dois golaços

Mesmo sem jogos pelo meio de semana por conta do adiamento da rodada da Libertadores em função do coronavírus, o técnico Eduardo Coudet poupou os titulares, especialmente por conta do desgaste no Gre-Nal de meio de semana. Ainda assim, alguns jogadores importantes foram a campo, como Edenílson, Moisés e Saravia.

Com seu 100% de aproveitamento no returno do Gauchão, foi o São José quem começou atacando. Foram duas três finalizações perigosas antes dos 10 minutos. A melhor chance criada foi aos 8 da etapa inicial. Tavares foi acionado pela esquerda e mandou forte e no alto, de primeira, com a perna esquerda. Danilo Fernandes foi obrigado a espalmar para escanteio. Na sequência, nova finalização, dessa vez com Thayllon, mas sem levar tanto perigo.

A primeira boa chance do Inter viria cerca de cinco minutos depois, na bola parada. Edenílson cobrou escanteio pela direita, e mandou a bola na marca do pênalti, onde estava William Pottker. O atacante cabeceou muito forte, quase um chute, obrigando o goleiro Fábio a fazer grande defesa, espalmando para novo escanteio.

Após enfrentar um início bom do São José, com direito a pressão e marcação alta, o Inter se encontrou no jogo. Ao melhorar na partida, mesmo sem exercer grande pressão, finalizou mais. Outra boa chance foi criada na base da velocidade de Patrick. O meia puxou contra-ataque pela esquerda e acionou William Pottker. O atacante tentou por cobertura, mas ela não passou muito perto.

Aos 34 minutos, o Inter começou a construir sua vitória. Nonato sofreu falta na intermediária, próximo a grande área, pelo lado direito. Edenílson, sem tomar muita distância, cobrou com perfeição. De perna direita, mandou a bola no ângulo esquerdo defendido por Fábio e abriu o placar para o Colorado.

Quatro minutos depois, melhor no jogo, o Inter ampliou em novo belo gol. Dessa vez, após jogada trabalhada de pé em pé, que começou no sistema defensivo, passou pelo lado direito até chegar no lado esquerdo. Pottker achou Patrick, que enfiou bola para Moisés. Ele fez o passe para Nonato, dentro da área. O volante bateu forte, de primeira, no alto, para fazer 2 a 0 e levar o Inter com vantagem ainda maior para o vestiário.

Inter goleia em boa atuação de Nonato

Atrás no placar, o São José ajustou a marcação nos minutos iniciais do segundo tempo, causando mais dificuldade na saída de bola colorada. Também foi a equipe que criou a primeira chance de anotrar um gol. Aos 11 minutos, Tavares cobrou falta da direita, perto da grande área, direto para o gol do Inter. Danilo Fernandes precisou espalmar para escanteio para evitar o gol.

As duas equipes passaram a alternar chances. No Inter, o escape era quase sempre com Patrick. O jogador, um dos melhores em campo, se apresentou como alternativa ofensiva e criou algumas das boas oportunidades do Inter de marcar. Já o Zequinha voltou a levar perigo aos 22 minutos, em um chutaço de muito longe de Gustavo Xuxa. A finalização obrigou Danilo Fernandes a mergulhar e espalmar, evitando o gol.

Aos 31 minutos, Nonato decretou a vitória colorada. Mais uma vez em boa jogada construída pelo lado esquerdo e com participação de Patrick, ele achou Thiago Galhardo dentro da área. Ele cruzou rasteiro para Nonato, que bateu de primeira, no canto direito do goleiro Fábio, para fazer 3 a 0.

Seis minutos depois, a vitória se transformou em goleada. O melhor em campo Nonato invadiu a área a pedaladas e foi derrubado por Marcão. Na cobrança, Thiago Galhardo, com muita categoria, fez o 4 a 0, para fechar o placar em um Passo D’Areia vazio.
No fim, o São José ainda teve um gol anulado, marcado por Tavares. A bola na rede que valeu veio aos 45 minutos, com o único gol dos mandantes marcado por Rafael Goiano. Agora, o futebol espera pelo fim da disseminação do coronavírus para saber quando serão retomadas as partidas.

Campeonato Gaúcho – 3ª rodada do returno

São José 1

Fabio; Marcio, Goiano, Marcão e Marcelo; Diguinho, Cristopher (Alexandre), Tavares e Thayllon; Gustavo Xuxa e Luiz Eduardo. Técnico: Everton Vanoni

Inter 4

Danilo Fernandes; Saravia, Zé Gabriel (Pedro Henrique), Moledo e Moisés; Lindoso, Nonato, Edenílson e Patrick; Sarrafiore e Pottker

Gols: Edenílson (34/1T) e Nonato (38/1T) (31/2T), e Thiago Galhardo (37/2T); Goiano (45/2T)

Local: Estádio Passo D’Areia, em Porto Alegre (RS)

Arbitragem: Heleno Todeschini

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Crédito cairá na conta indicada na declaração do IR 2020

Base de cálculo para o exercício de 2021 vai ser publicada até 30 de novembro

Fim de semana pode ter muito granizo pelo Estado

Cartão vermelho de Leandro Fernández comprometeu atuação da equipe de Eduardo Coudet, que ficou no 0 a 0 na Colômbia