Giro do Vale / Destaque / Polícia

Megaoperação transfere 18 líderes de facções no RS para prisões federais

Ação contou com a participação de mais de 1 mil agentes

Foto: Rodrigo Ziebell / SSP

Eram 6h20min desta terça-feira quando começaram a ser transferidos 18 presos, considerados líderes de organizações criminosas do Rio Grande do Sul, dando início a Operação Império da Lei. Os detentos saíram em comboio até um local conhecido como Parcão, em Charqueadas, situado a sete minutos do complexo prisional.

Foram empregados na ação 1,3 mil agentes federais e estaduais, 306 viaturas e sete aeronaves, sendo seis helicópteros e um avião. Após quase duas horas de remoção, os detentos foram levados para a Base Aérea de Canoas, onde foram colocados em um avião da Polícia Federal. Durante a transferência, os presos estavam todos vendados, justamente para não observar como estava sendo feita a ação. 

De acordo com a Base Aérea, o transporte dos presos foi concluído. 

A operação foi organizada pelas secretarias da Segurança Pública (SSP) e da Administração Penitenciária (Seapen). Pela União, a partir da determinação do Ministério da Justiça e da Segurança Pública, a ofensiva teve o apoio do Departamento Penitenciário Nacional (Depen) da Secretaria de Operações Integradas (Seopi). Integrantes das polícias federal e Rodoviária Federal, e da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), Exército, Aeronáutica e Marinha do Brasil participaram da transferência. 

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Cadáver de homem que estava desaparecido, estava em uma cova rasa, em uma área no bairro Tingueté

Polícia Federal cumpre oito mandados de busca e apreensão, sendo um deles na casa do senador em São Paulo (SP)

Secretário de Educação do Paraná deve assumir a pasta após saída de Carlos Decotelli, que foi nomeado, mas sequer tomou posse

A tarde também será fria, mesmo com sol