Giro do Vale / Política

Senado vota hoje auxílio de R$ 600 para autônomos e informais

Medida deve ser aprovada sem objeções

Foto: Leopoldo Silva / Agência Senado

O Senado vota nesta segunda-feira o pagamento de um auxílio emergencial por três meses, no valor de R$ 600, destinado aos trabalhadores autônomos, informais e sem renda fixa. O presidente da Casa, Davi Alcolumbre (DEM-AP), havia confirmado a data da votação em postagem no Twitter, na última sexta-feira (27). Alcolumbre continua se recuperando após ser diagnosticado com o novo coronavírus. Quem tem comandado as sessões remotas é o vice-presidente, senador Antonio Anastasia (PSD-MG). A sessão está prevista para ocorrer às 16h. 

Antes, pela manhã, os líderes se reunirão, também remotamente, para discutir outras votações prioritárias da semana. Pelas manifestações de senadores nas redes sociais, a expectativa é que a medida seja aprovada sem objeções. Inicialmente, na primeira versão do relatório, o valor proposto era de R$ 500. 

Após negociações com o líder do governo, deputado Vitor Hugo (PSL-GO), o Executivo decidiu aumentar para R$ 600 e a proposta foi aprovada na Câmara dos Deputados na última quinta-feira (26). O auxílio é voltado aos trabalhadores informais (sem carteira assinada), às pessoas sem assistência social e à população que desistiu de procurar emprego. A medida é uma forma de amparar as camadas mais vulneráveis à crise econômica causada pela disseminação da covid-19 no Brasil, e o auxílio será distribuído por meio de vouchers (cupons).

Correio do Povo

Comentários

  1. Gilmar disse:

    E quem tá de carteira assinada ganhando pouco mais que 1350 reais mensais tem direito de receber tem 3 pessoas na casa 1 só trabalha

Publicidade

Últimas Notícias

Encontro entre Eduardo Leite e representantes da Famurs também acena com apoio da Brigada Militar na fiscalização contra aglomerações

Estado recebeu 11 pedidos de reconsideração, mas somente dois foram aceitos

Decisão está publicada no Diário Oficial da União desta segunda-feira

Eleitores que não comprovarem motivo da ausência no período determinado ficam com título irregular e deverão pagar multa