Giro do Vale / Política / Teutônia

Câmara de Teutônia aprova redução de salários de agentes políticos em até 30%

Medida valerá por 90 dias e deve arrecadar cerca de R$ 500 mil para o combate à Covid-19

Foto: Divulgação

Os vereadores de Teutônia aprovaram, na tarde desta terça-feira, dia 7, projetos de lei que reduzem os salários dos agentes políticos e de parte do funcionalismo público no período de três meses. A previsão de economia com as medidas chega a R$ 478,8 mil, recurso que será aplicado em ações de combate à Covid-19.

A proposta partiu da prefeitura de Teutônia, que, na segunda-feira, dia 6, encaminhou matéria com pedido de urgência ao Legislativo. A casa tinha sessão ordinária prevista para a data, então o texto foi incluído na pauta do dia.

Presidente da Câmara de Vereadores de Teutônia, Cleudori Paniz (PSD) acredita que a ação poderá inspirar outros políticos a fazerem o mesmo. A casa é a primeira no Vale do Taquari a votar e aprovar redução dos salários para aplicar recursos no combate à pandemia. “Acho que é importante fazermos esse primeiro trabalho para acordar todos os órgãos públicos do nosso país, para que eles também ajudem”.

A diminuição salarial do prefeito e do vice será de 30% – hoje o valor pago é de R$ 27.068,90 e R$ 12.182,83, respectivamente; para os secretários, que recebem R$ 7.602,93, o corte será de 20%. Mesmo percentual foi estendido aos subsecretários, que têm R$ 6.579,77 como salário. Ainda será aplicada diminuição de 10% nos vencimentos dos cargos em confiança (CCs) e as funções gratificadas (GFs), que têm rendimentos que variam de R$ 1.705,72 a R$ 9.854,27.

Teutônia tem oito secretários, 109 CCs e 53 FGs. A economia prevista no Executivo é de R$ 400 mil. Diante do projeto, os vereadores elaboraram matéria para 20% de redução salarial para os 11 vereadores (cada um recebe R$ 5,7 mil) e de 10% aos cargos em comissão (CCs). A economicidade deve ser de R$ 78,8 mil. Ou seja, quase R$ 500 mil serão injetados na administração visando o enfrentamento ao vírus.

Paniz fala do trâmite da proposta. “Quando começou o combate ao coronavírus em Teutônia o vice-prefeito falou que eles iriam fazer redução salarial. Lançada a ideia, adotamos os 20% dos secretários para nós vereadores fazermos e 10% aos servidores da casa. Falamos antes com os servidores e eles aprovaram”. O Legislativo tem, além dos vereadores, cinco funcionários que terão os salários reduzidos.

Ainda no caso da Câmara, a indicação é para que o recurso seja destinado à compra de cestas básicas às famílias carentes. “Teutônia já teve mais de 600 desempregos e muitos não vão ganhar o seguro-desemprego, alguns deles pagam aluguel e tem dificuldades”, fala o presidente. O valor ajudará na aquisição de 1.280 kits de alimentação e higiene. A área a ser contemplada foi sugerida pela Prefeitura.

Mais projetos foram apreciados e aprovados. Nove, além de indicações. Entre as matérias que receberam aval está uma que destina outros R$ 100 mil da Câmara para o combate à Covid-19. O recurso foi tirado de diárias, passagens e locomoções. “Então este ano ninguém mais vai para Brasília”, fala o presidente. A vereadora Aline Röhrig Kohl (PP) pediu que a aplicação dos valores seja monitorada pelo Legislativo, levando em conta a relevância do ato e o atual momento da pandemia.

Grupo Independente

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Técnico Eduardo Coudet deve escalar nesta quinta-feira o que tiver de melhor à disposição

Confira as explicações a algumas das principais dúvidas relacionadas ao novo cronograma de retomada das escolas

Estado registrou 68 novos óbitos apenas nas últimas 24 horas

Temperatura média será um pouco mais alta em relação a esta quarta