Giro do Vale / Destaque / Política

Juiz bloqueia fundos eleitoral e partidário para que verba seja usada no combate ao coronavírus

Magistrado do Distrito Federal afirma que o dinheiro pode ser usado na saúde ou na economia

Na tarde desta terça-feira, dia 7, o juiz federal Itagiba Catta Preta Neto, do Distrito Federal, concedeu liminar que bloqueia os fundos eleitoral e partidário para que o dinheiro fique disponível para custear ações de combate ao coronavírus. De acordo com a decisão, os fundos poderão ser usados tanto na saúde quanto na economia — o critério é do presidente da República, Jair Bolsonaro.

“Determino, em decorrência,  o bloqueio dos fundos eleitoral e partidário, cujos valores não poderão ser depositados pelo Tesouro Nacional, à Disposição do Tribunal Superior Eleitoral. Os valores podem, contudo, a critério do Chefe do Poder Executivo, ser usados em favor de campanhas para o combate à Pandemia de Coronavírus – COVID19, ou a amenizar suas consequências econômicas”, afirma a decisão, tomada a partir de ação popular protocolada pelo advogado Felipe Torello Teixeira Nogueira.

Os valores do fundo eleitoral somam cerca de R$ 2 bilhões e são destinados para custear campanhas. O depósito deveria acontecer até junho deste ano. Além disso, as siglas ainda contam com mais R$ 1 bilhão do Fundo Partidário, financia a estrutura dos partidos políticos, como pagamento de aluguel e contas correntes, para as despesas com atividades das legendas. O fundo eleitoral foi estabelecido depois da proibição de doações empresariais em campanhas políticas.

GaúchaZH

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Contaminação do produto pode provocar uma nova queda das exportações brasileiras

Técnico Eduardo Coudet deve escalar nesta quinta-feira o que tiver de melhor à disposição

Confira as explicações a algumas das principais dúvidas relacionadas ao novo cronograma de retomada das escolas

Estado registrou 68 novos óbitos apenas nas últimas 24 horas