Giro do Vale / Destaque / Geral

Mais de 25 milhões de pessoas poderão se cadastrar para nova avaliação do auxílio

Aplicativo Caixa Auxílio Emergencial passou a disponibilizar a possibilidade de nova solicitação ou contestação do resultado da análise da Dataprev

Foto: Marcello Casal Jr / Agência Brasil

Mais de 25 milhões de pessoas que não foram aprovadas para receber o auxílio emergencial de R$ 600 poderão se cadastrar no aplicativo ou no site da Caixa para uma nova avaliação. Para os inscritos no CadÚnico reprovados, esse pedido já pode ser realizado e, após análise, eles poderão receber o benefício.

O aplicativo Caixa Auxílio Emergencial passou a disponibilizar a possibilidade de nova solicitação ou contestação do resultado da análise efetuada pela Dataprev. 

Como fazer o pedido de nova avaliação

Para quem é inscrito no Cadastro Único:

A consulta do resultado da análise realizada pela Dataprev já pode ser feita para este grupo. Se o inscrito no CadÚnico tiver sido reprovado pela Dataprev, poderá solicitar nova avaliação por meio do aplicativo ou site criado para o auxílio.

Para quem se inscreveu pelo aplicativo:

A consulta do resultado da análise para esse grupo será liberada ainda nesta semana, após o recebimento pela Caixa dos arquivos a serem enviados pela Dataprev com a relação dos não aprovados.

Se o retorno da análise for “dados inconclusivos”, será permitido ao cidadão
realizar nova solicitação. Os motivos da inconclusão podem ser:

• marcação como chefe de família sem indicação de nenhum membro

• falta de inserção da informação de sexo

• inserção incorreta de dados de membro da família, tais como CPF e data
de nascimento

• divergência de cadastramento entre membros da mesma família

• inclusão de alguma pessoa da família com indicativo de óbito

Se o resultado for “benefício não aprovado”, o cidadão poderá contestar o motivo
da não aprovação ou realizar nova solicitação.

Período da pandemia 

O auxílio emergencial inclui três parcelas de R$ 600 durante o período da pandemia de coronavírus. Desde 9 de abril, já foi pago um total de R$ 16,5 bilhões a 24 milhões de brasileiros, entre trabalhadores informais, autônomos, mães chefes de família e beneficiários do Bolsa Família.

Correio do Povo

Comentários

  1. Deise Rosa Pereira disse:

    Olá,sou trabalhadora autónoma,diarista,meu marido autónomo Mei, estamos ambos em análise desde o dia 07 será que não fomos esquecidos junto com mais pessoas ou ainda precisamos ficar nesse aguardo,nessa angústia, até quando será?

  2. Daniela Carvalho disse:

    Fiz o cadastro faz tempo e nunca sai do análise porq isso

  3. Malola TB Cechinel disse:

    Me escrevi no primeiro dia e até agora to em análise

  4. Rodrigo da Silva disse:

    To em análise ainda

  5. Aline Trindade da Silva disse:

    Boa tarde
    Hj dia 23/04 fui consultar minha situação do pedido do auxilio emergencial e deu como cadastro inconclusivo, o do meu esposo tbm.
    Fomos refazer o cadastro porém nenhum de nos dois co seguimos, pq da que os cpfs cadastrados ja foram utilizados por outro cadastro, sendo que nos dois estamos sem rwnda nenhuma e temos 2 filhos e nao consigo fazer o recadastramento. Sabem me informar pq não estamos conseguindo?
    E se eu colocar que sou sozinha, dai o sistema nao pede cpfs dos outros da casa e eu dai consigo prosseguir, mas não quero ser injusta de mentir.

  6. Fabricio Pedotti disse:

    Fiz cadastro 1 dia do aplicativo ainda em análise e aí faz o que??????

Publicidade

Últimas Notícias

São 3,5 milhões nascidos em novembro com direito ao depósito da 1ª à 5ª parcela de R$ 600 e da extra de R$ 300, além do grupo do Bolsa Família

Frente fria empurra massa de ar frio que deve provocar queda na temperatura no Estado

Com mudança de ponto facultativo, unidades não abrem na sexta-feira

Serão beneficiados 3,6 milhões nascidos em outubro, além do grupo do Bolsa Família, com final 8 do NIS, que recebe a parcela extra de R$ 300