Giro do Vale / Destaque / Economia

RS tem pelo menos 4,5 mil demissões no setor calçadista

Uma empresa, sozinha, comunicou o desligamento de 1,5 mil funcionários

Foto: Divulgação

Subiu para 4,5 mil o número de demissões contabilizadas em indústrias de calçados do Rio Grande do Sul. A atualização foi feita nesta segunda-feira, dia 20, pela Federação Democrática dos Sapateiros do Rio Grande do Sul. Segundo o presidente João Batista Xavier, as dispensas ocorreram nas últimas semanas, com destaque para o período da pandemia. 

O setor já vem há anos com problemas. Chegou a ensaiar uma melhora com o aumento das exportações para os Estados Unidos em 2019 e com a expectativa de aumento do consumo de calçados pelos brasileiros. Só que agora é mais um dos setores econômicos afetados pela pandemia da covid-19. 

O sindicalista destaca a demissão de cerca de 1,5 mil trabalhadores pela Calçados Beira Rio na semana passada. Inclusive, houve uma ação judicial da entidade de trabalhadores contra o pagamento parcial das verbas rescisórias pela empresa, com uma decisão favorável da Justiça dias depois. 

– A empresa estava pagando 20% em vez de 40% de multa e apenas 15 dos 30 dias de aviso prévio indenizado. Depois da decisão da Justiça do Trabalho, a empresa voltou atrás e garantiu que faria o pagamento integral. 

Ele acrescentou que a Calçados Beira Rio tem de 19 mil a 20 mil funcionários. 

– A empresa alegava que os artigos 501 e 502 da CLT determinam que, ocorrendo motivo de força maior que determine a extinção da empresa ou de um dos estabelecimentos, pode ser paga a metade da indenização. Mas não é o caso da Beira Rio, pois as unidades seguem em pleno funcionamento. 

A empresa informou que não irá se manifestar. Lembrando que a indústria já tinha feito uma grande dispensa em março. Após o incêndio na fábrica em Mato Leitão, mais de 600 funcionários foram demitidos.

GaúchaZH

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Homem de 75 anos morava sozinho no local

Quina rendeu mais de R$ 71 mil a apostadores

No Vale do Taquari a temperatura deve variar entre 20ºC e 33ºC

Estado pode recorrer e deve analisar decisão nesta quinta-feira